Comercial bomba no YouTube ao fazer tempo “parar” momentos antes de acidente; assista

Um comercial produzido pela Agência de Transporte da Nova Zelândia se transformou em um dos assuntos mais comentados por internautas brasileiros desde que foi publicado no YouTube. O vídeo repercute por mostrar o tempo “parando” momentos antes de um acidente que envolve dois carros.

O objetivo da peça é alertar os motoristas sobre direção perigosa e velocidade excessiva nas estradas. Na produção, os condutores descem dos veículos antes da batida em um cruzamento e conversam a respeito da situação.

“Cara, eu sinto muito. Achei que dava tempo”, diz um dos motoristas. “Eu não vou ter tempo para parar”, responde o outro homem. “Por favor, meu filho está no banco de trás”, implora o condutor. “Estou indo muito rápido. Sinto muito”, lamenta o rapaz que dirige pela rodovia.

Com mais de 300 mil visualizações, o comercial tem sido considerado um dos mais impressionantes já produzidos na Nova Zelândia. Confira:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=KduhsiRtLj4]

 


162 comentários em “Comercial bomba no YouTube ao fazer tempo “parar” momentos antes de acidente; assista”

  1. Marcos Silva, o Brasil é um dos países mais premiados em Cannes. Definitivamente há muitas coisas aquém da nossa expectativa como cidadãos, mas a propaganda não é uma delas. Seguem abaixo alguns exemplos que julgo bem inteligentes…
    Não quero ofender, nem criar aquelas discussões eternas no Facebook. Mas tem muita coisa boa aqui, e eu não escolheria outro país para morar.
    Abraço!

    https://www.youtube.com/watch?v=SBM6YwNZrZs
    https://www.youtube.com/watch?v=wsSjw-yAhZw
    https://www.youtube.com/watch?v=SBM6YwNZrZs

  2. Rafael Akahoshi Collado O primeiro e o ultimo sao iguais ;S
    E o segundo e bem impactante 😀 Gostei "_"
    Mais o povo brasileiro olha esse tipo de coisa e diz: Que ridiculo….

  3. Joao Paulo . Vixe, vi 3 vídeos e mandei 2 sem querer, rs. Mas se fizer uma busca no Youtube vai achar milhares.

    É cômodo reclamar de tudo, jogar a culpa em outras pessoas, mas não fazer nada a respeito. É algo que começou a se tornar comum, e, não sei por qual motivo, bem visto aqui no Brasil! O certo parece ser reclamar de tudo, mesmo que não conheça. Certamente uma inversão de valores.

  4. O problema, no Brasil, não é o fato de não haver propagandas. Nem ninguém está reclamando da qualidade de nossos comerciais! O que acontece é que faltam campanhas mais agressivas mesmo, impactantes, chocantes como essa que aqui vimos. Isso não temos, e já é hora de termos, pois somos um dos países em que mais se morre no trânsito (em índices mundiais). Há ainda muito medo de chocar… atemorizar os mais sensíveis! Acho que está mais do que na hora de se fazer propagandas mais veementes nesse sentido, como há nos EUA e muitos países da Europa, Nova Zalândia e Austrália.

  5. Rafael Akahoshi Collado
    Poisé cara, não quero julgar ninguém porque também mantenho minha bunda na cadeira e não faço nada por um futuro melhor, mais o povo brasileiro não faz nada para mudar, a não ser reclamar do estado que estamos, e consentir. Não veem que a mudança depende única e exclusivamente do povo. Não tem noção da força que temos!
    A culpa e sempre dos políticos corruptos, (que nós escolhemos).

  6. Tem é que fazer estradas e ruas melhores, colocar os carros mais baratos. Lá nos EUA as estradas são boas, os carros são todos automáticos e mais seguros, além de mais baratos.

  7. aqui perto de foz do iguaçu já colocaram carro capotado de propósito com baners e talz ao lado da BR.

  8. Concordo com você, Sílvia! Acho que é justamente de comerciais chocantes como este que precisamos pra mudar algumas estatísticas.

  9. O problema do brasil, se chama Hipocrisia, um comercial desses no Brasil seria vetado.
    Ainda mais essa cena final, haveria milhões de pessoas hipócritas reclamando que é agressivo demais e blá blá blá.

    Rafael Baialuna o comercial do link que você postou é bem legal, mas também é bem Brasileiro, mamãozinho com açúcar, não vai fazer uma pessoa que bebe e dirige deixar de faze-lo.

  10. a propaganda não se trata só sobre acidentes de carros, e sim sobre o erro das pessoas. "Outras pessoas cometem erros."

    vc nunca ta errado, são sempre os outros 😉

  11. Rafael Akahoshi Collado Quantos desses passaram na TV? E se passaram, em quais horários? Não adianta comprar um Porshe e deixar na garagem!!!
    :- /

  12. Campanhas de conscientização ajudam, mas não resolvem, o que vivemos hoje é resultado da convivência de anos e anos. O problema é dar educação para adultos já educados (ou mal-educados). O ideal seria ensinar cidadania para crianças, e o trânsito é o calcanhar de aquiles da cidadania. Mas as crianças são educadas para "vencer na vida". Achar que o problema são as ruas ruins ou os carros que não são seguros significa que você não entendeu nada.

  13. Renan Decarlo, não tirando sua razão, mas nas estradas brasileiras a maioria dos acidentes fatais se dão justamente nas estradas bem asfaltadas onde o motorista abusa das boas condições.

  14. Brasileiro que critica brasileiro que critica brasileiro incomoda muito mais e assim por diante ad infinitum. hehehehe

  15. Brasileiro que critica brasileiro que critica brasileiro incomoda muito mais e assim por diante ad infinitum. hehehehe

  16. Renan Decarlo não adiantam carros e estradas invejáveis se os motoristas não respeitarem as regras. Motoristas desatentos, descuidados, despreparados, que não respeitam os outros são a causa de tantas mortes, isso sim!

  17. Rafael Baialuna onde tá o impacto dessa propaganda??? é apenas mais uma entre tantas do "se beber não dirija".
    E também acredito que não são essas propagandas impactantes que fazem o povo pensar 2x antes de pegar um carro depois de ter bebido, as multas tinham que ser cavalares, cadeia sem fiança, perda do direito de dirigir por anos…isso sim faz efeito.
    dirigir alcoolizado pra mim tinha que perder o carro…ai sim isso faria efeito.

    Pega o carro, leva a leilão, pega o dinheiro e investe em hospitais e escolas.

  18. Desculpe se contrariar alguém, mas na minha opinião quanto melhor forem as estradas mais acidentes do tipo desse comercial vamos ter, porque o inimigo no caso é um fator de excesso de confiança, irresponsabilidade e imprudência, coisa que a maioria dos brasileiros tem demais!

  19. Dizem ser as estradas, os veículos velhos ou não seguros , etcc… mas ninguém fala da ganância das auto escolas CFC, que apenas querem produção , formar mais e mais condutores, não há uma sequer uma que tenha a coragem de dizer ao seu "aluno" que de fato não tem condições reais de andar no trânsito de uma cidade e muito menos nas estradas mau cuidadas ou nos veículos inseguros ou velhos. Querem imputar a responsabilidade aos outros, não vi ou ouvi de ninguém até hoje que cobrasse dessas auto escolas, para que sejam de fato integras e queiram realmente formar um motorista, mas sim apenas simples condutores de veículos, para suprir suas ganancias comerciais. Enquanto isso não mudar, continuarão os milhares, cerca de mais de 50.000 pessoas morrendo anualmente e mais uma infinidade de outros que ficarão alegados ou com sequelas graves. Quantas não conhecemos que 'pagou levou' a CNH? Quantos eu conheço que nem sequer foi para esse treino medíocre e anda com carteira profissional conduzindo caminhões. Foi aprender no dia a dia, uns conseguem, mas quantos não assassinaram vidas preciosas antes de conseguir isso?

  20. Yuri Zucchi o que a propaganda quer dizer é para andar mais devagar porque os outros também cometem erros, como o erro que o cara cometeu ao cruzar a pista achando que dava tempo. Se o segundo carro estivesse andando mais devagar, poderia ter evitado o acidente, "compensando" o erro do primeiro motorista.

  21. Rafael Baialuna Comercial fraco, não possui nenhuma cena impactante. Além disso, a preocupação das pessoas era com o bem material, o carrp, e não com as vidas que estariam em perigo com um bebado dirigindo.

  22. EM PORTO ALEGRE ALGUM TEMPO ATRAS, O DETRAN PEGAVA OS CARROS DEMOLIDOS DE ACIDENTE E COLOCAVA NAS ENCRUZILHADAS QUE MAIS DAVAM ACIDENTE, E UMA FAIXA GRANDE, Ñ LEMBRO O QUE ERA MAS PRA MIM ERA IMPACTANTE.

  23. Rafael Akahoshi Collado isso que vc escreveu tem tudo a ver.Essa mania de alguns de desvalorizar as coisas brasileiras é o chamado "complexo de vira latas" achando que tudo lá fora(especialmente EUA) é superior,isso é o resultado de anos de manipulação das grandes empresas de comunicação, que supervalorizam o lixo que vem de fora. Reclamar é muito cômodo, o difícil é dar exemplo e fazer a diferença.Viva nosso país. Parabéns aos produtores deste comercial.Já compartilhei com todos meus contatos.

  24. Renan Decarlo A maioria( ou grande parte) dos acidentes é em rodovias em excelentes condiçoes, com sinalização e em retas! Povo Brasileiro acha que isso é motivo para acelerar!
    Educação é o caminho!
    PQ na Alemanha que tem ótimas estradas,, e 45% não limites de velocidade, o índice é ABSURDAMENTE MENOR???
    pq eles respeitam RIGOROSAMENTE as leis de transito!

  25. Renan Decarlo A maioria( ou grande parte) dos acidentes é em rodovias em excelentes condiçoes, com sinalização e em retas! Povo Brasileiro acha que isso é motivo para acelerar!
    Educação é o caminho!
    PQ na Alemanha que tem ótimas estradas,, e 45% não limites de velocidade, o índice é ABSURDAMENTE MENOR???
    pq eles respeitam RIGOROSAMENTE as leis de transito!

  26. A grande diferença é que nos EUA o cara que faz merda vai para cadeia, independente de quanto ele tem na conta corrente, aqui o cara paga com cesta básica. Um País de miseráveis que a pena é uma cesta básica.

  27. Também é preciso penalizar duramente quem comete excessos no trânsito, seja na cidade ou nas estradas. De nada adiantam campanhas de conscientização se as punições continuarem brandas. Quantas pessoas foram parar na cadeia, por um longo tempo, após causarem acidentes e mortes pelo excesso de velocidade e/ou embriaguez ao volante? se houver um, certamente era pobre. Edmundo matou dois ou três e dormiu uma única noite na cadeia…

  28. Mas o que eu quis dizer nao é que o Brasil nao faça desses comerciais, mas sim com tanto acidentes acontecendo por ai por diversos fatores, e eles nao procuram fazer quase nada pra conscientizar as pessoas, pois aqui a coisa mais rara e voce ver algo desse tipo na televisão,

  29. não tem nada a ver com rodovias e com estradas em péssimas condições tem a ver sim com péssimos motoristas, falta de respeito no trânsito é isto pura imprudência nada mais, se faz lei seca sempre os motoristas encontram uma maneira de burlar e aí são as estradas que te deixam zonzos ou a cachaça que vc motorista ingere antes de dirigir ?

  30. Sim. Mas passam na TV sim, em horários nobres inclusive. Os investimentos da Abramet na compra desses espaços é muito alta.

    De qualquer forma, todo espaço publicitário destinado a divulgação de bebidas alcólicas reserva por lei um alerta ao leitor da comunicação. Propagandas de cigarro e armas são proibidas aqui neste país. Propagandas que liguem bebidas alcólicas ao universo infantil, muito comuns até 2010, agora são proibidas. Lindas iniciativas que ainda não foram tomadas em muitos lugares do mundo.

    Nossa propaganda é tão efetiva, que tenho certeza de que não há como crescer no Brasil sem saber o que é Lei Seca, ou do risco de dirigir bêbado, ou da necessidade de usar camisinha. A informação já é de conhecimento de todos, e é arbítrio das pessoas se agirão com ética ou não. Mas logicamente, a ação foge do dever cívico da propaganda; ela só pode informar, não fiscalizar…

  31. Ai entra a velha história quem deveria ver o vídeo nao vê, e nao adianta reclamar do governo, o povo votou nele, temos que mudar a cabeca de cada um, desculpe a palavra mas enquanto formos burros, e a grande maioria joga lixo na rua, nao adianta ter estradas melhores ou mais carros, vai ver a educação do povo na suíça ou no Japão ninguém joga lixo no chão, temos que começar mudando nossa cultura.ai o brasil. Vai pra frente.

  32. Ai entra a velha história quem deveria ver o vídeo nao vê, e nao adianta reclamar do governo, o povo votou nele, temos que mudar a cabeca de cada um, desculpe a palavra mas enquanto formos burros, e a grande maioria joga lixo na rua, nao adianta ter estradas melhores ou mais carros, vai ver a educação do povo na suíça ou no Japão ninguém joga lixo no chão, temos que começar mudando nossa cultura.ai o brasil. Vai pra frente.

  33. Rafael Baialuna Uai, não vi nada de chocante nessa propaganda, como um Pai e filho morrendo na estrada.
    Será que você não conseguiu entender as palavras claras da Sra Sílvia?
    Ou nem leu?

  34. As boas propagandas não são responsáveis pelo menor índice de acidentes, até porque os EUA ocupa o 3º lugar na lista dos países com maior número de vítimas mortais em acidentes rodoviários. Concordo com o comentário do Rafael, nós brasileiros devíamos primeiro fazer a nossa parte para depois sair por ai falando que no estrangeiro é melhor, devíamos valorizar mais nosso pais, porque só valorizamos o Brasil quando vemos que a realidade aqui de fora é diferente das que eles pintam. Devíamos começar a denegrir menos a imagem do Brasil, quem sabe assim comecem a nos ver como uma nação civilizada. O Brasil não precisa de propaganda precisa apenas da educação (de alguns).

  35. Discordo existem sim muitas campanhas até mais chocantes….maaaas a preguiça de pesquisar é tamanha. Que o ser se acha no direito de reclamar de tudo….

  36. ACHO QUE TEM É QUE TER CONSCIÊNCIA E NÃO CORRER … TÁ COM PRESSA SAI MAIS CEDO
    SE COM AS ESTRADAS ASSIM JÁ NÃO TEM PRUDÊNCIA JÁ IMAGINO COM ELAS BOAS …
    ACHAM QUE TEM CARRÃO , QUE SÃO BRAÇOS NO VOLANTE E ESQUECEM QUE NÃO ESTAO SOZINHOS NAS ESTRADAS

  37. ACHO QUE TEM É QUE TER CONSCIÊNCIA E NÃO CORRER … TÁ COM PRESSA SAI MAIS CEDO
    SE COM AS ESTRADAS ASSIM JÁ NÃO TEM PRUDÊNCIA JÁ IMAGINO COM ELAS BOAS …
    ACHAM QUE TEM CARRÃO , QUE SÃO BRAÇOS NO VOLANTE E ESQUECEM QUE NÃO ESTAO SOZINHOS NAS ESTRADAS

  38. Passam sim em horário comercial, e muitas vezes em horários nobres. O investimento, principalmente da Abramet, nesse tipo de divulgação é bem grande aqui. Se começarem a notar vão perceber sim…

    Inclusive, algumas são de aplicação rápida:
    1 – Toda veiculação de propaganda de bebida alcoólica deve reservar um espaço para um alerta sobre sua nocividade.
    2 – Propagandas de cigarro e de armas são proibidas aqui
    3 – Propagandas de bebidas alcoólicas não podem ter relação ao universo infantil
    Essas são algumas das iniciativas que deveriam ser tomadas ainda em muitos outros lugares do mundo.

    Tenho certeza de que todos que lêem este post sabem dos riscos que correm ao dirigir embriagado, ou em alta velocidade, dos efeitos das drogas ou até dos riscos corridos ao não usar camisinha. A informação foi dada. As pessoas têm o livre arbítrio para agirem de acordo com a ética. Mas neste ponto, a propaganda já cumpriu sua função cívica, você já sabe os riscos e optou por passar por eles.

  39. Passam sim em horário comercial, e muitas vezes em horários nobres. O investimento, principalmente da Abramet, nesse tipo de divulgação é bem grande aqui. Se começarem a notar vão perceber sim…

    Inclusive, algumas são de aplicação rápida:
    1 – Toda veiculação de propaganda de bebida alcoólica deve reservar um espaço para um alerta sobre sua nocividade.
    2 – Propagandas de cigarro e de armas são proibidas aqui
    3 – Propagandas de bebidas alcoólicas não podem ter relação ao universo infantil
    Essas são algumas das iniciativas que deveriam ser tomadas ainda em muitos outros lugares do mundo.

    Tenho certeza de que todos que lêem este post sabem dos riscos que correm ao dirigir embriagado, ou em alta velocidade, dos efeitos das drogas ou até dos riscos corridos ao não usar camisinha. A informação foi dada. As pessoas têm o livre arbítrio para agirem de acordo com a ética. Mas neste ponto, a propaganda já cumpriu sua função cívica, você já sabe os riscos e optou por passar por eles.

  40. Passam sim em horário comercial, e muitas vezes em horários nobres. O investimento, principalmente da Abramet, nesse tipo de divulgação é bem grande aqui. Se começarem a notar vão perceber sim…

    Inclusive, algumas são de aplicação rápida:
    1 – Toda veiculação de propaganda de bebida alcoólica deve reservar um espaço para um alerta sobre sua nocividade.
    2 – Propagandas de cigarro e de armas são proibidas aqui
    3 – Propagandas de bebidas alcoólicas não podem ter relação ao universo infantil
    Essas são algumas das iniciativas que deveriam ser tomadas ainda em muitos outros lugares do mundo.

    Tenho certeza de que todos que lêem este post sabem dos riscos que correm ao dirigir embriagado, ou em alta velocidade, dos efeitos das drogas ou até dos riscos corridos ao não usar camisinha. A informação foi dada. As pessoas têm o livre arbítrio para agirem de acordo com a ética. Mas neste ponto, a propaganda já cumpriu sua função cívica, você já sabe os riscos e optou por passar por eles.

  41. Renan Decarlo, você é um babaca sem noção de fazer um comentário desse tipo. O que o comercial mostra de forma CLARA é que a imprudência causou o acidente, e bom senso no trânsito, está longe de ser conseguido com boas estradas e carros mais baratos. Claro que boas condições na pista ajudam o motorista, mas, em uma situação como essa, uma estrada irregular não permitiria alguém à 110km/h passando em um cruzamento.

  42. Renan Decarlo o problema no Brasil não é apenas em estradas ruins. Se assim fosse, nas boas estradas não haveriam acidentes…

    Não estou negando que estradas ruins precisam ser resolvidas. Esse é um problema. Mas outro problema é a prepotência de motoristas que acham que não erram, que nunca vai acontecer com eles. Essa propaganda é um exemplo exatamente desse tipo….

  43. Esse é um Gol batido a 100km/h: https://dl.dropboxusercontent.com/u/7986080/04-07-2011_b83d5aad22d4c39.jpg
    Essa é uma Mercedes batida a 100km/h: http://img19.imageshack.us/img19/4381/photokla.jpg

    Óbvio que o motorista tem que ter bom senso e não sair aloprado nas ruas. Mas em caso de ACIDENTE, isso pode te salvar.
    O preço pago nesse Gol aqui no Brasil é o mesmo pago por essa Mercedes na Europa. E agora, vocês entendem porquê "carro mais barato"?

  44. Rafael Baialuna Se critica brasileiro, vc reclama. Se critica americano, vc reclama. Se o mundo tá bom pra tu, se fecha no seu quarto, velho. Enquanto tiver quem pense, terá reclamação.

  45. Renan Decarlo Fazendo isto, aí que o povo vai correr mais… o problema é a falta de educação e o respeito as leis de transito…

  46. Gustavo David Se vc respeitar o limite de velocidade, não vai precisar de nada além do seu farol e, melhor, não vai se perder na estrada porque alguém está com farol alto.

  47. Renan Decarlo É verdade, né? Se o Gol fosse mais barato, você poderia bater sem ter tanto prejuízo quanto com uma Mercedes e, se a estrada fosse sem buracos, mais lisinha, você poderia correr mais ainda, né?! Por que você acha que o problema dos acidentes são a falta de carro de luxo mais baratos e estradas em perfeitas condições e não a questão da educação no trânsito. Suuuuuper coerente você, a propósito, conheço uma funerária com ótimos planos.

  48. Rodrigo Aquino Silveira Sério…Que legal, né? Nem causa impacto a morte de um pai e um filho na estrada, imagina, super bobagem hoje em dia e, melhor, nem é da minha família mesmo. SQN

  49. Rafael Baialuna Uai, não vi nada de chocante nessa propaganda, como um Pai e filho morrendo na estrada.
    Será que você não conseguiu entender as palavras claras da Sra Sílvia?
    Ou nem leu?

  50. "mimimi é que aqui no Brasil…" "no Brasil não tem nada mimimi" "O problema no Brasil é…" "Nos EUA não é assim…" "Na Europa as pessoas…" galera, o Brasil é feito por vocês chorões. Vejo tanta gente de mimimi com o Brasil, se todas essas pessoas fizessem o que reclamam tanto, tenho certeza de que seria diferente, mas estão só reclamando vagamente. Sério, se todas as pessoas que reclamam do país agissem diferente, isso mudaria alguma coisa, não só ficar de mimimi nos comentários de qualquer post.

Os comentários estão encerrados.