Home Colunas Comicidade De onde vêm as piadas?

De onde vêm as piadas?

“Tem uma voz que fala na minha cabeça, mas ela só fala em alemão, então, eu preciso traduzir”, esta é a brilhante resposta que o semificcional Jerry Seinfeld dá em sua série “Seinfeld” à pergunta-título deste texto. Mas, de fato, de onde vêm as piadas?

Para construir uma piada é preciso conteúdo e técnica, assim como na escrita de qualquer tipo de texto. A maneira como o humorista aplica a técnica vai determinar a forma da piada. Nós vamos ignorar esse parte por agora para nos dedicarmos ao conteúdo, ou seja, a ideia ou premissa de uma piada.

É comum para um humorista ouvir outras pessoas dizerem “isso dá um texto de stand up” ou “isso daria uma boa piada”. Essas afirmações na realidade não fazem sentido porque qualquer coisa daria uma boa piada. Não é o tema ou assunto de uma piada que determina sua graça ou quão boa ela é. Ainda que, comumente, temas tabus sejam mais difíceis do que temas de fácil identificação.

Já que não é o potencial cômico de uma ideia que determina o que vira piada, fica óbvio que o conteúdo da piada vem simplesmente dos pensamentos do humorista. Um humorista tende ou se condiciona a pensar constantemente no que pode virar piada e de que forma. Às vezes é uma coisa que a pessoa mesmo disse, que com um pouco de polimento e ajuste se adequa completamente à estrutura de uma piada. Às vezes foi algo que alguém disse e dali o humorista monta outras linhas de raciocínio.

O que parece ser imprescindível é uma visão um pouco deslocada a respeito das coisas. É olhar o óbvio de forma que não pareça tão simples, ou olhar o absurdo como óbvio. É ir além na maneira de pensar, ou simplesmente tomar um caminho diferente do que comumente é tomado naquela ideia. E, a partir dessa capacidade, o humorista consegue fazer piada de virtualmente qualquer coisa.

Não vou entrar na discussão de até onde o humorista cria algo novo e o quanto ele simplesmente distorce (ou reafirma) a realidade. O fato é que George Carlin, um dos maiores comediante que já viveu, fez piadas brilhantes sobre guerra, fome, doença, desigualdade social, política e peidos vaginais.

Acompanhe o Bhaz também no Youtube assinando nosso canal.

Comentários

Carregar mais em Comicidade