Home Notícias Brasil Confira dicas para curtir o verão sem problemas com o sol

Confira dicas para curtir o verão sem problemas com o sol

Curtir o verão sem problemas

Com a chegada do verão e das férias, é normal ficar mais suscetíveis aos danos provocados pelo sol na pele. De acordo com meteorologistas, a previsão para o verão de 2017 é de calor ainda mais intenso do que o ano de 2016. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados para evitar principalmente o câncer de pele.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), esse tipo da doença corresponde a 30% de todos os casos de tumores malignos no Brasil. O país registrou 180 mil novos casos no ano passado. Pensando nos cuidados com a pele nesta época do ano, a médica dermatologista Viviani Gerken, do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) e coordenadora da clínica, dá algumas orientações.

Ela explica que entre os danos causados, o mais agudo é a queimadura solar, que ocorre quando abusamos do sol causando vermelhidão, ardência e até bolhas. Além do dano agudo, o fator cumulativo da exposição solar pode levar também ao aparecimento do câncer de pele.

“Para nos proteger, todos devemos usar o protetor solar no dia a dia, com fator de proteção de no mínimo 30 e nas atividades recreativas, como praia, piscina, e alguns casos especiais, um fator ainda maior.”

Além do filtro solar, é importante usar acessórios como chapéus, óculos de sol e roupas de algodão nas atividades ao ar livre. Segundo a especialista, a roupa de algodão é importante porque retém cerca de 90% da radiação UV, enquanto as de tecidos sintéticos, como o nylon, retêm apenas 30%. As barracas usadas na praia também devem ser feitas de algodão ou lona, materiais que absorvem 50% da radiação UV. Já os óculos de sol previnem cataratas e lesões a córnea.

A médica ainda lembra que não existe um horário seguro para a exposição solar. Após as 10h e até as 16h, a incidência da radiação ultravioleta B (UVB) é maior. Sendo assim, a exposição solar é mais perigosa com risco de insolação e queimadura. Mas a radiação ultravioleta A (UVA) é constante em qualquer horário durante o dia. “E hoje já se sabe que tanto o UVB quanto o UVA podem causar danos a pele” diz.

Crianças e idosos devem ter atenção especial segundo recomendações da dermatologista, pois esse público tem a pele mais sensível e mais susceptíveis aos danos provocados pelo sol. Antes dos 6 meses de idade, a barreira de proteção natural da pele não está completamente desenvolvida.

Por isso, crianças não devem usar protetor solar químico, aqueles mais finos absorvidos facilmente pela pele, já que os seus compostos podem provocar efeitos colaterais. Acima dos 6 meses, está indicado preferencialmente os protetores físicos ou de barreira, aqueles mais densos, normalmente deixam a pele esbranquiçada e mais difícil de espalhar, formando uma barreira física de proteção a pele.

É bom saber:

Diferenças entre protetor, bloqueador e filtro solar

O filtro solar é um composto químico ou físico responsável pela proteção solar. O protetor solar pode ser formado por um ou mais filtros químicos ou físicos. E o bloqueador é um protetor de amplo espectro, com um alto fator de proteção solar.

Como usar o protetor

O produto deve oferecer proteção contra os raios UVA, indicado pelo fator PPD e UVB, indicado pelo fator FPS. O recomendável é aplicá-lo 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva e reaplica-lo a cada duas horas.

Observando que esse tempo pode diminuir em casos de transpiração excessiva ou se a pessoa entrar na água. O protetor deve ser aplicado uniformemente em todas as partes do corpo, incluindo mãos, orelhas, nuca, pé.

Proteção para cabelos, área dos olhos e cicatrizes

O uso de fluidos siliconados nas pontas dos cabelos impede que eles se danifiquem com o vento, calor ou maresia. As cicatrizes também devem ser protegidas. Existem protetores e hidratantes pós-sol específicos para áreas sensíveis como a região em torno dos olhos.

Alimentos que ajudam a proteger a pele dos efeitos nocivos do sol

Cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba contêm carotenoides, substância que se deposita na pele e retém as radiações ultravioletas – chamadas de antioxidantes. Essa substância é encontrada nas frutas e legumes de cor alaranjada ou vermelha.

Evitando micoses de verão e manchas

A melhor forma de evitar as micoses é mantendo hábitos de higiene, como: secar-se após o banho, principalmente áreas de dobras da pele, como virilha, entre os dedos dos pés, axilas. Não andar descalço em pisos constantemente úmidos (lava-pés, vestiários, saunas). Usar somente o próprio material de manicure e evitar calçados fechados o dia todo.

Da Agência Minas

Comentários

Carregar mais em Brasil