Home Notícias Política Das ‘mais de 2,5 mil exonerações’ anunciadas, PBH cumpre efetivamente 1,1 mil cortes

Das ‘mais de 2,5 mil exonerações’ anunciadas, PBH cumpre efetivamente 1,1 mil cortes

Das “mais de 2,5 mil exonerações” anunciadas pela administração municipal de Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) realizou, efetivamente, 1,1 mil cortes – ou 48% do prometido. O novo gestor da capital mineira chegou a oficializar 2,1 mil demissões, o que se aproxima do número alardeado, mas recontratou 908 em seguida – entre revogações de corte e novas nomeações.

Levantamento realizado pelo Bhaz por meio do Diário Oficial do Município revela que ao menos 635 exonerações foram “tornadas sem efeito” até segunda-feira (23). Outros 273 cargos foram ocupados em novas nomeações. Juntos, esses números somam 908 postos reocupados desde que as primeiras exonerações foram anunciadas, reduzindo pela metade o número prometido de cortes.

Trecho do Diário Oficial do Município em que “torna sem efeito” exonerações feitas anteriormente (Reprodução/DOM)

Propaganda

Desde o início deste ano, a Prefeitura de Belo Horizonte anuncia “um profundo reajuste nas contas” em propaganda veiculada na televisão: o corte de “mais de 2,5 mil cargos comissionados, a extinção de “14 órgãos da administração direta” e desconto de 7% no valor do IPTU – bônus concedido há pelo menos sete anos na capital.

A reportagem questionou a Prefeitura de Belo Horizonte sobre as informações veiculadas na propaganda, a discrepância entre o número anunciado de cortes e o efetivamente realizado, além do impacto das recontratações no orçamento público. A assessoria de comunicação se limitou a informar que “ainda não seria possível fechar o valor total, porque a estratégia utilizada foi a de se analisar cada caso para nomeação”.

Ademais, a administração municipal informou que “as nomeações e reconduções continuarão sendo publicadas até que sejam concluídos, órgão a órgão, os ajustes necessários”.

Reconduções

Do total de 635 reconduções de cargos anteriormente extintos — conforme balanço obtido pelo Bhaz — cerca de 50% são referentes a cargos de gerências.

Cargos do alto escalão, como secretários e chefes de departamentos, por exemplo, correspondem a aproximadamente a 16% das exonerações revogadas.

Outras reconduções devem ser publicadas nos próximos dias, conforme admite a própria prefeitura. Somente no último sábado, o Diário Oficial do Município trouxe 36 revogações.

Comentários

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal Bhaz.

Carregar mais em Política