Home Notícias BH Vereadoras de BH abrem processo seletivo para contratar servidores com salários de até R$ 3,7 mil

Vereadoras de BH abrem processo seletivo para contratar servidores com salários de até R$ 3,7 mil

As vereadoras Áurea Carolina e Cida Falabella, do PSOL, abriram processo seletivo para contratação de servidores. Conforme edital publicado nesta terça-feira (15) pelo “gabinetona” — junção dos gabinetes de ambas parlamentares — serão ofertadas sete vagas nas áreas de comunicação, jurídico e apoio legislativo, com salários de até R$ 3,7 mil. Os formulários para inscrições já podem ser preenchidos online ou, a partir de março, presencialmente (acesse a íntegra do edital).

Antes de assumir as cadeiras no Legislativo, em janeiro, as vereadoras já haviam anunciado que exerceriam um “mandato coletivo”. Ocupando gabinetes vizinhos na Câmara Municipal de Belo Horizonte, elas então decidiram remover as divisórias, realizar nomeações conjuntas e formar o chamado “gabinetona”.

No processo seletivo, serão abertas três vagas para comunicação, uma para o núcleo jurídico, uma para o “projeto de teatro legislativo” e duas para motoristas, que darão apoio ao exercício parlamentar. Entre as exigências para ocupar os postos de trabalho está o cumprimento de horários fixos e flexíveis e engajamento nas lutas sociais. Além do salário, os servidores contam com auxílio-alimentação no valor de R$ 27,50 ao dia.

Comunicação

Entre as três vagas ofertadas para o núcleo de comunicação, duas deverão ser cumpridas em seis horas flexíveis de trabalho e uma em horário fixo — também com a mesma duração. Conforme  o edital, “a expectativa é que sejam escolhidas pessoas com experiência em comunicação integrada, gestão de novas mídias e produção de conteúdo diverso”.

Os postos poderão ser ocupados por jornalistas, assessores de imprensa e outras especialidades da área. Entretanto, não é exigido do candidato curso superior. Os salários são de R$ 3,7 mil para o servidor que trabalhar em horário fixo e de R$ 3 mil para cargos com horários flexíveis.

Jurídico

Os candidatos que têm formação em Direito disputarão uma vaga para o núcleo jurídico, de seis horas flexíveis. Segundo o edital, será exigido “experiência nos caminhos processuais e judiciários entre fóruns, audiências, despachos e secretarias”.

Ainda conforme o texto, será escolhido aquele candidato que “pretenda trabalhar no diálogo entre o Direito e as atividades políticas e sociais” desenvolvidas no “mandato coletivo” das vereadores. Os vencimentos serão de R$ 3 mil.

Teatro legislativo

O “uso do teatro como mediação” do processo legislativo, nas palavras do dramaturgo e diretor Augusto Boal (1931-2009), também rendeu um posto de trabalho no “gabinetona”. Será contratado um colaborador para o treinamento da equipe de mobilização social. É exigido para preenchimento da vaga “conhecimentos básicos em Teatro do Oprimido”.

A remuneração para a vaga de seis horas flexíveis é de R$ 3 mil.

Motoristas

Duas vagas estão ofertadas para motoristas, que também executam função de “agentes de cidadania”. Segundo o edital, é indispensável que o candidato possua habilitação para dirigir e que “tenha interesse em contribuir para o fortalecimento e o diálogo” com movimentos populares.

O salário é de R$ 2,2 mil com auxílio-alimentação no valor de R$ 35.

O “gabinetona” abriu mão da metade dos carros a que cada vereador tem direito, dois. Portanto, dois veículos oficiais — um para cada parlamentar — foram mantidos.

‘Gabinetona’

Dividindo o mesmo espaço e os mesmos servidores, o “mandato coletivo” das vereadoras Áurea e Cida Falabella conta, atualmente, com 32 funcionários — “sendo 21 mulheres, 16 pessoas negras e 13 membros LGBTIQ,s”, nos termos de nota encaminhada pela assessoria.

Ainda conforme o texto, esse grupo atua “como agentes da cidadania, para muito além de assessoria de vereadoras, atuando para o interesse coletivo e fortalecendo as lutas sociais”.

Comentários

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal Bhaz.

Carregar mais em BH