Home Carnaval 2017 PBH projeta R$ 1 bilhão de faturamento com o Carnaval: ‘Aquela cidade triste ficou pra trás’

PBH projeta R$ 1 bilhão de faturamento com o Carnaval: ‘Aquela cidade triste ficou pra trás’

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou nesta sexta-feira (3) que o faturamento com o Carnaval pode chegar a R$ 1 bilhão. Levantamentos parciais já apontam que a capital mineira abocanhou R$ 514 milhões com a folia. As informações foram passadas pelo prefeito Alexandre Kalil (PHS) e pelo presidente da Belotur (Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte), Aluizer Malab, em coletiva de imprensa para apresentar o balanço do Carnaval.

“A cidade triste do não pode nada ficou para trás e se Deus quiser no ano que vem vamos fazer um Carnaval ainda melhor porque nós vamos ter a experiência de mais um Carnaval”, afirmou Kalil, alfinetando o antecessor Marcio Lacerda (PSB). A administração municipal também enalteceu os números de criminalidade e de movimento em bares, restaurantes e hotéis espalhados pela cidade durante o período da folia.

Secretários se reuniram com Kalil em entrevista coletiva sobre o Carnaval 2017
Yuran Khan/Bhaz

O secretário de Segurança, Claudio Beato, destacou o trabalho da Guarda Municipal e disse que BH registrou números inéditos. Segundo ele, a participação efetiva dos agentes garantiu a diminuição nos índices de criminalidade na capital. O número de crimes violentos caiu 42,9% em relação ao ano passado. Também foram anotados 481 roubos e três homicídios contra 14 homicídios e 825 roubos em 2016. Quedas de 41,7% e 78,5%, respectivamente. Cerca de 2,5 mil agentes trabalharam nas ruas de Belo Horizonte durante o Carnaval.

“É a primeira vez em talvez quase uma década que os crimes violentos caem em Belo Horizonte. Eu não sei se as pessoas se deram conta é de que a primeira vez que caíram os crimes violentos”, disse Beato. “E mais do que isso, houve uma divulgação de dados por parte da PM falando que os crimes caíram em Minas Gerais e na região metropolitana. Não é verdade. Belo Horizonte é que puxou os números do Estado e da região metropolitana para baixo”, concluiu.

Secretário de Segurança destacou papel da Guarda Municipal no suporte ao Carnaval de BH
Yuran Khan/Bhaz

O trabalho de servidores da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) também foi destaque na coletiva. Segundo a PBH, o número de profissionais praticamente dobrou em relação ao ano passado. Foram 600 garis trabalhando todos os dias após a passagem dos blocos. Um total de 840 toneladas de lixo foram recolhidas nos cinco dias, 461 toneladas a mais do que em 2016.

Além da previsão de R$ 1 bilhão em faturamento, o presidente da Belotur informou que houve aumento significativo de público nos hotéis (19%) e de frequentadores nos bares e restaurantes (20%) da cidade. Ao todo, segundo os dados do órgão, 3 milhões de pessoas marcaram presença no Carnaval de BH. A nota média da folia seria oito pontos, em um total de 10, a partir de critérios pré-definidos pela empresa de turismo.

Um levamento completo do Carnaval deve ser divulgado nas próximas semanas.

Comentários

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário e redator de cidades no Bhaz.

Carregar mais em Carnaval 2017