Home Notícias Minas Gerais Boa apresenta goleiro Bruno e impede perguntas sobre morte de Eliza Samudio

Boa apresenta goleiro Bruno e impede perguntas sobre morte de Eliza Samudio

O Boa Esporte Clube, de Varginha, no Sul de Minas, apresentou oficialmente o goleiro Bruno Fernandes na manhã desta terça-feira (14). Durante coletiva de imprensa, ele foi impedido de falar sobre o assassinato da ex-amante Eliza Samudio. Representantes do clube informaram que a entrevista seria encerrada imediatamente se fossem levantados questionamentos sobre o crime. Jornalistas que acompanharam o pronunciamento relataram, por meio do Twitter, que a assessoria de imprensa controlava as perguntas. E, ao contrário do que se vê normalmente em anúncios de novos jogadores, nenhum banner ou marca de patrocinador estampou as paredes da sala.

Perguntado sobre merecer uma nova chance no futebol, o goleiro se esquivou e disse que não responderia. Aos 32 anos, ele também revelou não descartar a possibilidade de jogar na Seleção Brasileira, mas explicou que prefere “deixar as coisas acontecerem naturalmente”. “Acho que sonhar nunca é demais. O Bruno vive de sonhos, eu vou fazer o meu melhor aqui dentro do Boa Esporte, vou me dedicar, deixar as coisas acontecerem naturalmente”, afirmou.

“Eu tô muito feliz pela oportunidade dada. Eu acho que as pessoas às vezes cobram muito da pessoa o que acontece no passado”, disse. “Mas, o Boa está abrindo as portas novamente para mim. É uma oportunidade dada, estou muito feliz e motivado. É uma oportunidade única. É Deus que está abrindo as portas novamente”, ponderou em determinado momento.

“A responsabilidade vai ser grande. Se o Bruno falhar, vão cobrar. Se for bem, vão cobrar também. A primeira coisa a fazer é me preparar para jogar. Deus vai guiar meus passos. Enfim, tenho de acreditar em mim mesmo”, completou ao fim da coletiva, que durou cerca de 16 minutos.

Após o bate-papo, o goleiro seguiu para o Centro de Treinamento do Boa para realizar exames e iniciar os treinamentos. Ao sair do local, ele foi aplaudido por um grupo de pessoas.

O Boa perdeu pelo menos cinco patrocinadores desde que anunciou a contratação do atleta, entre eles o Grupo Góis & Silva, até então um dos seus maiores parceiros. Além disso, mulheres da região se reuniram nesta semana no Centro da cidade para protestar contra a admissão de Bruno no clube.

O clube mineiro vai competir na Série B do Campeonato Brasileiro. Além do Grupo Góis & Silva, o time deixou de contar com o patrocínio da Nutrends Nutrition, da CardioCenter e da Magsul. A fornecedora de material esportivo Kanxa também encerrou a parceria.

Boa defende reintegração social

Em uma notas publicadas no Facebook, a diretoria do Boa explica ter contratado o goleiro Bruno “apenas como profissional” e que não foi a responsável pela soltura dele. O clube ainda afirma não possuir nenhuma relação com “as ações pessoais” dele.

Apesar disso, a página do time segue recebendo uma enxurrada de críticas. O site do Boa também chegou a ser hackeado.

Veja os comunicados:

Comentários

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário e redator de cidades no Bhaz.

Carregar mais em Minas Gerais