Home Notícias Internacional Homem é tirado a força de avião para dar lugar a tripulantes da companhia aérea

Homem é tirado a força de avião para dar lugar a tripulantes da companhia aérea

Um vídeo que está circulando pela internet desde o último domingo (9) mostra um passageiro sendo retirado à força de um avião. O homem foi removido da aeronave antes da decolagem, devido a um overbooking – quando a venda de passagens supera o número de lugares disponíveis. Trata-se de um voo da companhia United Airlines que partia de Chicago para Louisville, nos EUA.

Uma das passageiras do voo falou sobre a situação ao jornal USA Today. Audra Bridges explicou que os usuários foram informados no portão de embarque que o avião estava lotado. Porém, a United estava oferecendo US$ 400 e uma estadia em hotel a quem trocasse o voo por outro na segunda-feira (10).

A mulher disse que depois que todos estavam na aeronave, a companhia informou que quatro pessoas precisariam ceder seus lugares a funcionários da empresa. Os passageiros foram informados de que o voo não decolaria até que a tripulação da United tivesse assentos. Inclusive, a oferta foi aumentada para US$ 800, mas ninguém quis.

Ainda segundo a versão de Bridges, um gerente subiu a bordo do avião e disse que um computador selecionaria quatro pessoas para serem retiradas do voo. Um casal foi selecionado primeiro e deixou o avião. Quando o homem foi sorteado ele se negou a desembarcar.

De acordo com a passageira, o homem ficou “muito chateado” e disse que era um médico. E que, além disso, precisava atender pacientes em um hospital pela manhã.

Suposta agressão

Após ser retirado à força, o homem conseguiu voltar ao avião. Porém, seu rosto estava sangrando e ele parecia desorientado. Segundo Bridges, ele correu para a traseira do avião. Alguns vídeos publicados mostram este momento. Em uma das imagens, o homem corre para o fundo da aeronave dizendo “tenho que ir para casa”. Logo após, ele aparece sangrando.

 

Pedido de desculpas

O voo atrasou cerca de duas horas antes de poder voar para Louisville. Os passageiros pediram para descer do avião quando uma equipe médica chegou para cuidar do homem. Eles foram solicitados a voltar para o portão de embarque para que as autoridades pudessem “arrumar” o avião antes de decolar. A empresa United Airlines se posicionou sobre o ocorrido em sua conta no Twitter.

“Esse é um acontecimento perturbador para todos na United. Peço desculpas por ter tido que reacomodar estes passageiros. Nossa equipe está trabalhando de forma urgente com as autoridades para fazer nossa própria revisão detalhada do que aconteceu. Estamos tentando o contato com o passageiro para resolver a situação”, disse o CEO da empresa, Oscar Muñoz, no comunicado oficial.

Acompanhe o Bhaz também no Youtube assinando nosso canal.

Comentários

Rafael D'Oliveira

Rafael D'Oliveira é jornalista e redator do portal Bhaz

Carregar mais em Internacional