Home Colunas Orion Teixeira [Coluna do Orion] Pesquisa revela maiores influenciadores políticos nas redes sociais

[Coluna do Orion] Pesquisa revela maiores influenciadores políticos nas redes sociais

O jornal Gazeta do Povo lançou, no dia 20 de abril último, o Ranking dos Influenciadores Políticos, uma ferramenta que ajuda a medir quem está influenciando o debate político no Brasil, especialmente nas redes sociais, onde ele acontece mais intensamente. Os formadores de opinião são listados de acordo com a maior quantidade de seguidores e maior engajamento no Facebook e Twitter.

O ranking está em fase inicial, mas pode orientar os políticos, como referência para o marketing. De acordo com a ferramenta, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), é hoje o político que consegue o maior engajamento em redes sociais. Ele é seguido por Jair Bolsonaro. Lula está na sétima colocação. Aécio, em 40º lugar.

De acordo com o jornal, os dados foram coletados entre os dias 13 a 19 de abril, quando Doria totalizou um engajamento de 17.054 durante o período. O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), outro presidenciável como Doria, é o segundo político com maior engajamento, apresentando 532.876 de engajamento total, seguido do deputado Pastor Feliciano (PSC-SP) que totalizou engajamento de 438.920.

Doria tem 2.479.776 de seguidores no Face e, no Twitter, são 378.501. Nas 16 postagens que ele fez nos últimos sete dias, ele teve uma audiência qualificada de 900.141 mil e um score de 29,41, que é uma somatória de todas as outras funções. Aécio tem 4,3 milhões de seguidores, mas um score baixo. Dos dois posts que fez no período, teve engajamento de 5.341. Seu score é de apenas 0,6%

Pela ferramenta, é possível saber quais postagens são mais populares entre os principais possíveis presidenciáveis em 2018. A análise é feita em tempo real e fornece informações diversas, como por exemplo, os vídeos que fizeram mais sucesso.

Fim do jornal?

A partir de 1º de junho, o Gazeta do Povo deixará de publicar a edição impressa diária e será o primeiro jornal brasileiro feito originalmente para plataformas móveis, a partir do conceito “mobile first”. Ao todo, foram investidos R$ 23 milhões em tecnologia para promover essa mudança.

Golpe e as reformas de Temer

A Assembleia de Minas também vai realizar audiência sobre o o “Golpe de 2016” e seus desdobramentos no Brasil, que terão como alvo de protesto as reformas do atual governo.

Audiência discute fim da TV Minas e criação da EMC

A extinção da TV Minas e da Rádio Inconfidência, por meio de fusão e criação da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) será debatida em audiência pública da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A Rádio Inconfidência foi transformada em EMC pela Lei 22.294, de 2016, oriunda do Projeto de Lei (PL) 3.513/16, do governador. A norma não só alterou a denominação da emissora, como também extinguiu a Fundação TV Minas – Cultural e Educativa.

A EMC assumiu as atribuições da fundação, mantendo as marcas Rádio Inconfidência, para os serviços de radiodifusão sonora, e TV Minas, para os serviços de radiodifusão de imagens e sons.

Deputados estaduais vão avaliar riscos da baleia azul

Outra audiência pública da Assembleia vai debater os riscos do chamado jogo Baleia Azul, assim como a importância da investigação dos seus idealizadores e organizadores no Estado.

O jogo consiste em uma série de 50 desafios diários, enviados à vítima por um “curador”. O último deles é o suicídio do próprio jogador. A polícia investiga casos de aumento de suicídio e suas ligações com o jogo.

Suicídio político

Para o deputado Nelson Pellegrino (PT/BA), ao aprovar a reforma trabalhista, o presidente Michel Temer (PMDB) está chamando os deputados a entrarem e praticarem o jogo Baleia azul e cometerem suicídio político.

Veja como votaram os deputados mineiros na reforma trabalhista:

Adelmo Carneiro Leão (PT) Não
Ademir Camilo (PTN) Não
Aelton Freitas (PR) Sim
Bilac Pinto (PR) Sim
Brunny (PR) Sim
Caio Narcio (PSDB) Sim
Carlos Melles (DEM) Sim
Dâmina Pereira (PSL) Não
Delegado Edson Moreira (PR) Sim
Dimas Fabiano (PP) Não
Domingos Sávio (PSDB) Sim
Eduardo Barbosa (PSDB) Sim
Eros Biondini (Pros) Não
Fábio Ramalho (PMDB) Sim
Franklin Lima (PP) Sim
Jaime Martins (PSD) Sim
Jô Moraes (PcdoB) Não
Julio Delgado (PSB) Não
Laudívio Carvalho (Solidariedade) Não
Leonardo Monteiro (PT) Não
Leonardo Quintão (PMDB) Sim
Lincoln Portela (PRB) Não
Luis Tibé (PtdoB) Sim
Luiz Fernando Faria (PP) Sim
Luzia Ferreira (PPS) Sim
Marcelo Álvaro Antônio (PR) Não
Marcelo Aro (PHS) Sim
Marcos Montes (PSD) Sim
Marcus Pestana (PSDB) Sim
Margarida Salomão (PT) Não
Mauro Lopes (PMDB) Sim
Misael Varella (DEM) Sim
Newton Cardoso Jr. (PMDB) Sim
Padre João (PT) Não
Patrus Ananias (PT) Não
Paulo Abi-Ackel (PSDB) Sim
Raquel Muniz (PSD) Sim
Reginaldo Lopes (PT) Não
Renato Andrade (PP) Não
Renzo Braz (PP) Sim
Rodrigo de Castro (PSDB) Sim
Rodrigo Pacheco (PMDB) Sim
Saraiva Felipe (PMDB) Sim
Stefano Aguiar (PSD) Não
Subtenente Gonzaga (PDT) Não
Tenente Lúcio (PSB) Sim
Toninho Pinheiro (PP) Sim
Weliton Prado (PMB) Não
Zé Silva (Solidariedade) Não


(*) Orion Teixeira é jornalista político; leia mais no www.blogdoorion.com.br

Acompanhe o Bhaz também no Youtube assinando nosso canal.

Comentários

Carregar mais em Orion Teixeira