Home Notícias Brasil ‘Não renunciarei’, diz Temer em pronunciamento oficial na TV

‘Não renunciarei’, diz Temer em pronunciamento oficial na TV

O presidente Michel Temer (PMDB) se pronunciou, na tarde desta quinta-feira (18), a respeito das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, da JBS. Segundo o jornal O Globo, Batista informou em delação premiada que Temer teria pago propina para comprar o silêncio de Eduardo Cunha. No entanto, em rede nacional, Temer apenas confirmou ter se reunido com Batista e negou qualquer ação para impedir delações. O presidente também foi categórico ao dizer que não vai renunciar ao cargo. Mais cedo, O Globo informou que a renúncia era dada como certa.

Em seu pronunciamento, Temer realçou que esta semana o governo viveu seu melhor e seu pior momento, com a queda da inflação e os primeiros sinais da volta do crescimento econômico. Em seguida, ele lembrou que essa sequência de acontecimentos positivos foi quebrada com a gravação “clandestina”, como ele fez questão de ressaltar, de ontem, que trouxe de volta o fantasma da crise política “de proporção não dimensionada”, com o risco de levar para o “lixo da história” todo esse trabalho.

Temer confirmou a conversa com o presidente da JBS, mas negou que seu objetivo tenha sido o de comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. “O que houve foi o relato de um empresário que por ter relações com o ex-deputado, auxiliava a família do ex-parlamentar. Solicitei que isso acontecesse”, disse Temer que, em nenhum momento disse ter autorizado que pagassem “quem quer que fosse para ficar calado. Não comprei silêncio de ninguém exatamente porque não temo nenhuma delação”, disse Michel Temer em seu pronunciamento.

No encerramento, ele negou que pretenda renunciar, como chegou a ser veiculado no início da tarde pelo jornal “O Globo”. Nesse sentido, ele considera a investigação do STF o território ideal para que os esclarecimentos sejam feitos. “Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo explicação plena e muito rápida”.

Acompanhe o Bhaz também no Youtube assinando nosso canal.

Comentários

Carregar mais em Brasil