X

Maia faz crítica ao distritão e ao fundo para financiar campanha eleitoral

Para Rodrigo Maia, fundo de R$ 3,6 bilhões é incompatível com um país em crise

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia (DEM), criticou, nesta sexta-feira (11), o gasto de R$ 3,6 bilhões para a criação de um fundo partidário e a implantação do sistema do distritão. Segundo o presidente, a princípio, a ideia seria que o fundo partidário fosse transitório Porém, foram feitas alterações de última hora no texto e o valor foi fixado com permanente.

Maia afirmou que esta é uma proposta ruim, já que o país está em dificuldade para manter suas contas em dia e correndo o risco de aumentar a meta de rombo fiscal. Além disso, o presidente da Câmara não afirmou quando a proposta de reforma política será colocada em votação na Câmara. Mas, se aprovadas até o próximo mês, as novas regras podem valer já para a eleição de 2018.

Maia também criticou o distritão. “Com esse sistema eleitoral de agora, o distritão não é bom. A verdade é que o nosso sistema eleitoral, na forma em que está, faliu. A Câmara e o Senado precisam fazer as mudanças. Agora, o fundo eleitoral podia ter sido feito como algo transitório”, disse Maia.

Distritão

Já o distritão será aplicado nas eleições de deputados federais, senadores e vereadores. Seguindo a proposta, cada estado ou município se tornará um distrito eleitoral. Assim, serão eleitos os candidatos que receberam mais votos dentro do distrito, sem levar em conta os votos para o partido ou coligação, como ocorre atualmente. Para os críticos a esse sistema, o distritão favorece a reeleição de candidatos mais conhecidos, prejudicando a renovação no parlamento.

Maia defende o distrital misto para a eleição de 2022. Nesse sistema, parte do parlamento seria formada por candidatos de distritos que seriam criados dentro dos próprios Estados. A outra metade seria formada por uma lista fechada dos partidos. A ideia é que o distritão, aprovado pela comissão para o próximo ano, seja uma transição para o distrital misto em 2022.

Com Agência Brasil

Categorias: Política
Assuntos: deputadodistrital mistodistritãofundo partidárioMaia