Home Variedades Repórter do SBT é detida por se negar a entregar celular a policiais; gravou abordagem violenta

Repórter do SBT é detida por se negar a entregar celular a policiais; gravou abordagem violenta

A repórter Thaís Nunes, do SBT, foi detida na segunda-feira (4) após se recusar a entregar o próprio celular a um policial. A informação foi divulgada por amigos da jornalista nas redes sociais e começou a repercutir dois dias depois. A mensagem relata que a profissional foi levada para uma delegacia após gravar uma abordagem violenta feita pela polícia em meio à praça pública.

“A repórter Thaís Nunes, do SBT, de quem tenho a honra de ser amigo, está detida no 20° DP de São Paulo (SP) por se recusar a entregar seu celular a um PM, durante uma abordagem violenta a ela e um amigo, em uma praça da zona norte. O policial masculino tentou a revistar, o que é proibido, tentou tomar o seu celular e ainda sacou sua arma de trabalho contra ela, tudo em plena luz do dia. A profissional esta de férias e sua “atitude suspeita” era estar em uma praça conversando e aproveitando o dia de sol. Compartilhem esse atentado contra a democracia”, postou o amigo.

Em contato com o 20° Departamento de Polícia, um dos policiais confirmou que Thaís havia sido presa. Porém, quando questionado sobre os motivos que levaram à prisão, o militar disse que só a secretaria de Segurança Pública passaria a informação. Já a Secretaria ainda não se pronunciou sobre o caso.

Uma nota a respeito do assunto foi publicada no blog da Polícia Militar de São Paulo. Segundo o comunicado, Thaís estava acompanhada por um rapaz em uma praça conhecida pelo comércio de drogas. “Desse modo os policiais se aproximaram do casal que lá permaneceu e efetuaram a abordagem e nessa vistoria nada foi encontrado, contudo, a mulher do jovem casal se recusou a ser vistoriada pela policial feminina (uma das integrantes da equipe), não quis apresentar documentos que comprovassem sua real identidade, desrespeitou os policiais e, com muito esforço, descobriu-se que se tratava de uma jornalista do SBT”, afirmam.

Já na delegacia foi lavrado boletim de ocorrência de desobediência e também de averiguação de abuso de autoridade. O comandante do 43º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano solicitou que uma investigação fosse aberta para apurar se a atuação policial foi desproporcional.

Thaís ainda não comentou o assunto publicamente.

Comentários

Carregar mais em Variedades