Home Variedades Briga entre vizinhos em grupo de WhatsApp termina em morte; ‘cuspe’ e tiro no peito

Briga entre vizinhos em grupo de WhatsApp termina em morte; ‘cuspe’ e tiro no peito

Um homem foi morto a tiros na tarde da última quinta-feira (7), em Samambaia, no Distrito Federal. Quatro dias depois, o crime ainda repercute entre moradores da cidade. Isso porque o atirador, é que PM reformado, teria se irritado com o que achou que fosse um cuspe no peitoril de uma janela do prédio onde mora. Os dois começaram uma discussão em um grupo de WhatsApp de membros do condomínio em questão.

O PM reformado tirou uma foto da mancha e encaminhou no grupo de mensagens e a partir daí começou a acusar o morador do andar de cima. “Ô sem noção, que mora no 1803-A quando escovar seus dentes, vê se não cospe a meleca na casa dos outros, eu moro aqui no 1703-A e vir essa sujeira que cuspiram lá de cima.”, disse o PM. Foi então, que o vizinho respondeu à acusação no grupo com uma sequência de mensagens em que negava ser o autor da mancha e chamava o vizinho para resolver as coisas “pessoalmente”.

Foi a partir daí que a briga deixou de ser pelo grupo e passou a ser na vida real. Segundo a Polícia Civil, um o reformado subiu ao apartamento da vítima e eles iniciaram uma luta corporal. Depois disso, disparou duas vezes contra a vítima, que foi atingida no tórax e morreu no local.

Segundo o delegado da 29ª DP, responsável pelo caso, o suspeito deve responder por homicídio qualificado por motivo fútil. De acordo com informações, ele não tinha registro de outros crimes mas, se condenado, pode pegar até 30 anos de prisão.

Comentários

Carregar mais em Variedades