Home Variedades Dinheiro não é brincadeira, nem no Dia das Crianças

Dinheiro não é brincadeira, nem no Dia das Crianças

O comércio eletrônico brasileiro deve movimentar R$ 2,1 bilhões no Dia das Crianças, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). A pesquisa aponta crescimento de 5% em relação ao mesmo período de 2016. No total, a expectativa é que as lojas virtuais brasileiras recebam oito milhões de pedidos, com tíquete médio de R$ 269. As categorias mais buscadas devem ser “Brinquedos”, “Eletrônicos”, “Moda e Acessórios”, “Informática” e “Esporte e Lazer”.

Pensando em economizar não apenas o dinheiro, mas o tempo do consumidor, o Pelando, aplicativo gratuito para Android e iOS, reúne grandes nomes do varejo brasileiro, comparativos de preços, resenhas de produtos e discussões. O site de busca de preços foi fundado por um grupo de jovens de Belo Horizonte e hoje se consolida como um dos grandes do país nessa área. 

Todas as categorias citadas pela pesquisa da ABComm podem ser encontradas na plataforma, também disponível na versão desktop. Em meio à correria diária, os pais deixam a compra do presente para a última hora e acabam pagando mais caro. Agilizando o processo de pesquisa, o Pelando reúne gráficos dos principais comparativos de preços da web (Zoom, Baixou e Buscapé), índice de reputação das lojas baseados no Reclame Aqui e no Ebit, fotos dos produtos e comentários de consumidores que já compraram em lojas virtuais.

A comunidade online gratuita de compartilhamento de promoções soma 180 mil membros que enviam ofertas diariamente. Além do envio, eles votam positiva ou negativamente nas promoções postadas, as mais aquecidas (votos positivos) ganham destaque na página principal e estão “pelando” – o que justifica o nome da plataforma. Atualmente, 120 promoções são postadas por dia, quase dois milhões de pessoas visitaram o Pelando só no mês de agosto e 500 mil downloads do aplicativo foram efetuados, segundo o SimilarWeb.

Além dos usuários, a plataforma possui um time de redatores aptos a esclarecer dúvidas dos mais variados tipos de produtos, lembrando que o Pelando só aceita itens novos e de lojas de grande porte. Tudo isso para economizar o “abre-e-fecha” de tantas abas de pesquisa. Agora é possível visitar um só lugar para encontrar conteúdo relevante sobre o que se deseja comprar e o mais importante, não tendencioso. Afinal, o Pelando não vende produtos, apenas divulga os melhores preços da Internet, facilitando e agilizando a pesquisa do consumidor.

Seleção Dia das Crianças Pelando

  • Bonecas Barbie por R$5,00 nas Lojas Americanas. De acordo com o comparativo de preços do Zoom, cada uma sai por R$49,90. (Preço conferido em três de outubro).

  • Triciclo com Pedal Xalingo Joaninha por R$33,00 na Shoptime. De acordo com o comparativo de preços do Zoom, o mesmo produto pode ser encontrado a partir de  R$54,05. (Preço conferido em três de outubro).

  • Relógio Yokai Watch Eletrônico S1 Hasbro por R$49,99 nas Lojas Americanas. De acordo com o comparativo de preços do Zoom, o mesmo produto sai por R$99,90. (Preço conferido em três de outubro).

  • Tênis Molekinho LED Infantil por R$85,00 na Marisa. De acordo com o comparativo de preços do Zoom, o mesmo produto pode ser encontrado por  R$199,90. (Preço conferido em três de outubro).

  • Boneco Angry Birds Bomb Preto – Grow por R$16,00 no Submarino. De acordo com o comparativo de preços do Zoom, o mesmo produto pode ser encontrado por  R$45,70. (Preço conferido em três de outubro).

  • Bonecas Polly Pocket Mattel por R$8,99 nas Lojas Americanas. De acordo com o comparativo de preços do Zoom, o mesmo produto pode ser encontrado por  R$31,90. (Preço conferido em três de outubro).

Sobre o Pelando

O Pelando surge em outubro de 2015 sob o mote “estou ajudando alguém a economizar hoje?” e se consolida hoje como um dois líderes no segmento de promoções na internet. Inicialmente, o trabalho era realizado por três redatores e pelo fundador, Guilherme Vieira. O “Facebook das promoções” fez do bairro Santa Lúcia, em Belo Horizonte, sua primeira casa, juntamente com outra empresa do ramo de cupons. Em 2017, o Pelando conquista sua independência e um cantinho para chamar de seu na Savassi, abrigando oito redatores com uma vontade imensa de ajudar as pessoas a economizarem em suas compras.

Pelando.Bárbara Braga.png

GuilhermeVieira.Bárbara Braga.png

Hoje, a empresa se consolida como o maior social commerce do Brasil, com quase dois milhões de pessoas visitando a plataforma todos os meses, de acordo com o site SimilarWeb, compartilhando, comprando e ajudando outros usuários a encontrar as melhores promoções do país.

Comentários

Eliza Dinah

Jornalista e redatora do portal Bhaz

Carregar mais em Variedades