Home Notícias Brasil Último dia de Enem tem atrasados, prova difícil e churrasco de apoio aos candidatos

Último dia de Enem tem atrasados, prova difícil e churrasco de apoio aos candidatos

Como em todas as edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) os minutos finais antes do fechamento dos portões, que ocorre pontualmente às 13h, é marcado pela correria dos candidatos atrasados que não querem perder a prova.

Na Universidade Estácio de Sá, no centro do Rio de Janeiro, ao menos duas candidatas chegaram atrasadas e não conseguiram entrar. Tatiane Paula Aristides, 26 anos, está concluindo o curso técnico em enfermagem e se inscreveu no Enem para tentar uma vaga de graduação na mesma área. “Vou tentar ano que vem, não vou desistir não”, disse.

A candidata mora na Vila do João, no Complexo da Maré, zona norte da cidade. Tatiane veio de moto com o irmão, mas a gasolina acabou na Avenida Presidente Vargas e ela teve que fazer o restante do trajeto a pé.

Já a candidata Andrea Cristina Alves, 46 anos, questionou o fechamento dos portões, que segundo ela ocorreu 30 segundos antes do horário previsto. É a terceira vez que ela participa do exame e reclamou dos seguranças da Estácio de Sá. Andrea, que mora na Candelária, no centro, alegou que os três filhos a fizeram sair atrasada de casa. Com a nota do Enem, ela pretendia pleitear uma vaga em cinema ou publicidade e marketing.

Pais atrasados

No campus da Universidade Paulista (Unip) na Asa Sul, em Brasília, o pai de um dos candidatos chegou justo na hora dos fechamentos dos portões também para entregar o documento de identidade que o filho esqueceu em casa. O estudante já estava dentro do local da prova, mas, no primeiro instante, ele não foi autorizado a receber o documento do pai.

Outros pais que ainda estavam no local começaram a gritar pedindo que o pai pudesse entregar. Depois de receber a autorização, a coordenadora do local pegou o documento no portão e entregou ao jovem de 15 anos. O pai saiu aliviado.

“Eu estava trabalhando, deixei meu filho de menor na portaria e passei sinal vermelho tudo pra chegar na hora. Ele deixou o documento em casa. Cheguei em cima da hora, deu certo né”,disse Francisco Medeiros, que é porteiro.

Outra mãe chegou correndo pouco antes do fechamento, mas ela era a candidata. Mesmo morando próximo ao local da prova, Elivânia Lima, 33 anos, quase perdeu a hora porque estava cuidando do filho em casa. “Tive que fazer almoço para o meu filho, deixá-lo para uma outra pessoa cuidar e acabou que eu me atrasei”.

Churrasco de Apoio

Após se reunirem na semana passada para ‘zoar’ os atrasados, o grupo formado pela youtuber, Yohana Bernardo, de 29 anos, decidiu limpar a consciência neste domingo. Os jovens foram à PUC Minas, no bairro Coração Eucarístico, na Região Oeste da capital, desta vez, para dar apoio aos candidatos.

“Distribuímos churrasco de graça pra nenhum candidato entrar de barriga vazia. Tinha música e teve candidato dançando pra aliviar a tensão. Decidimos fazer essa ação para dar força aos candidatos. Fizemos churrasco e, também, distribuímos água mineiral e barrinha de cereal”, explica Yohana.

Prova difícil

A estudante Larissa Oliveira de Moura, 21 anos, foi a primeira a deixar o local de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no campus Pinheiros da Universidade Paulista (Unip). Ela saiu às 15h30, assim que os portões foram abertos.

Para a jovem, que pretende estudar gastronomia, a prova foi difícil. “Foi um pouco difícil porque eu não sou muito boa nessa área de matemática e química, mas eu fiz o que pude e dei o meu melhor. Espero que dê certo”, disse.

Apesar da dificuldade de hoje, ela conta que achou a prova deste ano mais fácil que a do ano passado. A expectativa dela é ter conseguido nota suficiente nas provas deste ano.

O estudante Luis Augusto Calvo, 26 anos, também foi um dos primeiros a deixar o local da prova. Essa é a segunda vez que ele presta o Enem. “Estava fácil. Matemática estava um pouco mais difícil, mas de resto, tranquilo”, disse o candidato que pretende conseguir uma vaga para o curso de fisioterapia.

A candidata Carla Cristina de Paula Messias, 27 anos, fez o Enem pela quinta vez.  “Estou tentando voltar para a faculdade no curso de fisioterapia”, explicou.

Para ela, a prova mais difícil de hoje foi a de química. “De forma geral, para quem estudou, a prova estava razoável. Para quem veio sem nenhum preparo, estava muito difícil. Mas quem ralou o ano inteiro, consegue tirar boa nota”, disse.

Ela acredita ter se saído bem nas provas. “Creio que no próximo ano vou conseguir voltar a estudar.”

A estudante Bruna Pavanelli, 22 anos, que tenta uma vaga para biomedicina, disse que a prova mais difícil foi a de física, por causa das fórmulas. “Achei a prova muito tranquila. O jogo de cintura era fazer os cálculos e deixar as alternativas por último, já que era questão de leitura mesmo”, disse. “Acho que fui bem no geral”, disse a jovem que faz o Enem pela segunda vez.

Gabarito Oficial na quinta

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado na próxima quinta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

 

Com Agência Brasil

Comentários

Carregar mais em Brasil