Home Notícias BH Manifestação contra PEC que criminaliza o aborto acontecerá em BH e diversas capitais

Manifestação contra PEC que criminaliza o aborto acontecerá em BH e diversas capitais

O fim da tarde desta segunda-feira (13) será marcado por manifestações na Praça Sete, região central de Belo Horizonte. O tema desta vez será a PEC 181, que criminaliza o aborto em qualquer circunstância. A proposta gera revolta, pois os abortos que estão liberados também serão proibidos caso a PEC seja aprovada. São eles: em caso de estupro, risco de morte para a mãe e quando o bebê for anencéfalo.

Um evento foi criado nas redes sociais com o intuito de mobilizar o maior número de pessoas. Até o momento, mais de três mil usuários sinalizaram que comparecerão ao ato, que está previsto para começar às 17h. Na descrição do evento, os organizadores destacaram a aprovação de 18 deputados para que o aborto passe a ser proibido em qualquer instância. “Diante disso, convocamos com urgência todas as mulheres e demais apoiadores, movimentos, grupos e coletivos para enchermos as ruas do país contra essa violação profunda e medieval aos nossos direitos”, diz a publicação.

PEC criminaliza o aborto em quais circunstâncias que tenha ocorrido a geração do feto (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Além de Belo Horizonte, o ato está previsto para acontecer em Belém, São Paulo, Florianópolis, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza e Rio de Janeiro. Para o movimento de defesa dos direitos das mulheres, a mudança constitucional é uma manobra da bancada religiosa.

O movimento feminista apelidou a manobra de “Cavalo de Troia”, em referência ao cavalo de madeira que se tornou símbolo da vitória dos gregos sobre troianos na Guerra de Troia. Isso porque, o trecho que abre uma possível brecha para uma maior restrição do aborto foi incluído em uma PEC que, originalmente, discutia a ampliação da licença-maternidade para os casos de mães de bebês prematuros.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já sinalizou que nenhuma proposta que proíba o aborto em casos de estupro passará pelo plenário da Casa.

Da Redação Bhaz com Agência Brasil

Comentários

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Carregar mais em BH