Home Variedades Suicídio de garota que se considerava feia reabre discussão sobre mortes de crianças na Irlanda

Suicídio de garota que se considerava feia reabre discussão sobre mortes de crianças na Irlanda

Autoridades irlandesas voltaram a discutir nesta semana políticas públicas de prevenção do suicídio de crianças e jovens no país. As ações foram motivadas pelo autoextermínio de uma garota de 11 anos. Ela se matou no ano passado, mas o caso só foi divulgado recentemente. Milly Tuomey tirou a própria vida por se considerar feia.

De acordo com a imprensa local, os pais de Milly chegaram a levá-la para fazer acompanhamento psicológico no fim de 2015. Amigos da menina foram quem os alertaram da existência de um diário em que ela escrevia sobre a vontade de morrer. Além disso, a garota teria chegado a escrever com sangue em um dos braços que “garotas bonitas não comem”.

“Estávamos aterrorizados e não sabíamos o que fazer”, disse a mãe de Milly em entrevista ao The Irish Examiner. Ela contou ainda que no dia 1º de janeiro, a garota disse estar entediada e que foi para o quarto. Pouco tempo depois, a menina foi encontrada ensaguentada. Ela foi socorrida para o Our Lady’s Children’s Hospital, mas morreu dias depois.

Comentários

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Carregar mais em Variedades