Home Notícias Minas Gerais Chuva traz caos a Minas; Número de cidades em situação de emergência sobe para nove

Chuva traz caos a Minas; Número de cidades em situação de emergência sobe para nove

As chuvas que atingiram Minas Gerais nos últimos dias provocaram estragos e, além disso, tiraram a vida de pelo menos seis pessoas. Outras dezenas estão desaparecidas, segundo as autoridades, e os prejuízos são incalculáveis por enquanto. Nesta quinta-feira (7), mais uma cidade mineira decretou estado de emergência, fazendo com que o número chegue a nove.

Além de Ribeirão das Neves, na região metropolitana, integram a lista de municípios em estado de emergência Caeté, Ponte Nova, Novo Cruzeiro, Tombos, Congonhas, Buritizeiro, Cristina e Jaboticatubas. E, até o momento, estima-se que 285 casas foram danificadas ou completamente destruídas pela chuva que, em alguns locais, foi acompanhada de vendavais e granizo.

Somente na região metropolitana da capital, cerca de 1,6 mil pessoas foram afetadas pelo período chuvoso. E a previsão do tempo indica que a chuva deve continuar ao longo dos próximos dias. Em BH, deve chover forte no sábado e no domingo (10). Os temporais devem ocorrer de forma isolada e em menor intensidade em diferentes regiões. A temperatura máxima fica na casa dos 35ºC, enquanto a mínima fica em torno de 11ºC.

Além de buscar por pessoas desaparecidas, como na cidade de Urucânia, na Zona da Mata, autoridades também se mobilizam para levar ajuda humanitária até os locais mais atingidos pelas chuvas. O Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) é uma das entidades que recolhe doações de alimentos e roupas para as vítimas dos temporais. Os endereços com postos de coleta e outras informações sobre como ajudar podem ser vistos neste link.

Governo se posiciona

Na segunda-feira (4), o governador Fernando Pimentel se reuniu com os ministros das Cidades, Alexandre Baldy, e da Integração Nacional, Helder Barbalho, em Belo Horizonte. O objetivo foi discutir a situação dos municípios mineiros mais atingidos pelas chuvas dos últimos dias.

Segundo Fernando Pimentel, a Defesa Civil de Minas Gerais está toda mobilizada e será montado um Posto de Coordenação de Comando e Controle em Rio Casca, no Território Caparaó, para auxiliar as cidades da região.

“Os dois ministros vieram justamente para atender essa situação de emergência em que estamos entrando agora. Num primeiro momento, estávamos preocupados com as cidades aqui do arco metropolitano. Mas, agora, temos uma situação mais grave ainda no Leste de Minas. Naquela região já temos municípios em situação muito grave. O que estamos discutindo são providências que vão ter que ser tomadas. A Defesa Civil estadual já está mobilizada. Nós vamos montar um Posto de Comando e Controle lá na região de Rio Casca, que é a mais grave. Aqui nós já temos ações nossas em Caeté e Ribeirão das Neves”, explicou Pimentel.

O governador lembrou que a liberação de recursos depende da decretação de estado de calamidade por parte dos municípios. “Tem sempre a possibilidade do recurso (emergencial) a partir do Sistema Nacional de Defesa Civil. Municípios que decretam situação de emergência têm acesso a recursos do sistema”, concluiu.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ressaltou que o Estado terá ações rápidas. “Todos os municípios que estão sendo atingidos pelas fortes chuvas dos últimos dias em Minas Gerais terão a nossa atenção. Estaremos em diálogo tanto com o Estado e as prefeituras para que as ações possam chegar o mais rápido possível. Estamos apenas aguardando a conclusão das informações para que haja reconhecimento nacional da situação de emergência nos municípios. A partir de amanhã, Ribeirão das Neves já estará com a sua situação reconhecida. O município é o que está mais adiantado nessas informações. Na sequência, nós estaremos recebendo as demandas financeiras, primeiro, para restabelecer a normalidade desses municípios, e, em seguida, viabilizar recursos para construções”, afirmou Barbalho.

Comentários

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Carregar mais em Minas Gerais