X

Conheça 10 cachoeiras para curtir os dias de folga e aproveitar o verão; vai ficar de fora?

Cachoeira Grande, na Serra do Cipó

O período de férias está aí e, junto com ele, o verão também. E como BH não tem mar, os belo-horizontinos procuram opções práticas e relaxantes não só para diminuir o calor, mas também para aproveitar os dias de folga neste mês de janeiro.

E, foi pensando em programação para as férias, que o Bhaz veio trazer uma listinha com as dez cachoeiras que cercam a capital. Então, se está sem nada para fazer, junte os amigos e a família para curtir um destes lugares. Confira os locais e as dicas de como chegar:

Cachoeira da Ponte

Uma das mais procuradas em Macacos, a cachoeira tem quedas d´água e piscinas naturais cercadas por bancos de areia. O acesso é fácil e feito por estrada de terra.

Cachoeira do Poço Encantado

Bem pertinho de Belo Horizonte, a cachoeira está localizada em Nova Lima e o acesso é feito por uma trilha de 13 quilômetros, com dificuldade moderada, pelo condomínio Retiro das Pedras. É recomendável usar GPS, uma vez que o acesso ao local não é bem sinalizado.

Cachoeira da Ostra

O local fica em Casa Branca, distrito de Brumadinho, a cerca de 30 quilômetros da capital. Tem queda de 10 metros, mas exige animação e fôlego na caminhada para chegar, já que o trajeto dura entre 40 minutos e 1h.

Cachoeira Santo Antônio

Localizada na divisa entre Sabará e Caeté, a cerca de 50 quilômetros de Belo Horizonte, no distrito de Morro Vermelho. Chegando ao distrito, são 9 quilômetros até a cachoeira em estrada de terra, sendo que o último quilômetro deve ser feito a pé.

Cachoeira Grande

Uma queda de dez metros que se forma no Rio Cipó, a 100 quilômetros de Belo Horizonte. O acesso à cachoeira é logo na entrada da Serra e tem infraestrutura de estacionamento e trilha leve de 1 quilômetro até o ponto de queda.

Véu da Noiva

Uma das mais conhecidas da região, tem queda de 70 metros e uma grande piscina natural. Está localizada dentro de uma área de camping e é cobrado R$ 22 na entrada do local. Além disso, conta com infraestrutura de banheiro e bar para deixar ainda mais confortável o passeio.

Cachoeira dos Namorados

Acesso pela rodovia MG-129 e tem nível de dificuldade médio, sem obstáculos e declives.

Cachoeira do Macuco (ou Alta)

Está localizada no distrito de Itabira e tem 110 metros de altura. Muito procurada também por praticantes de esportes de aventura, é uma das mais bonitas de Minas e fica a 95 quilômetros da capital. É cobrada taxa de R$ 10 e o visitante conta com estrutura de estacionamento e bar.

Cachoeira da Boa Vista

Também na região de Itabira e uma queda d’água com 60 metros de altura, a cachoeira forma piscinas naturais e corredeiras. Seu acesso está a 10 quilômetros do distrito de Senhora do Carmo e fica em propriedade particular, sendo necessária companhia de um guia local para aproveitar seus atrativos. Há ainda boa infraestrutura de pousadas próximas para quem quiser curtir a região.

Cachoeira do Paiolinho

Está a 60 quilômetros de Belo Horizonte, em Moeda, com acesso pela BR-040 no sentido Rio de Janeiro. Tem queda de 10 metros e um poço de águas claras. É uma das mais visitadas na região e para se refrescar é cobrada taxa de R$ 8. Já para quem quiser acampar o valor é um pouquinho mais alto, de R$ 15.

E aí, com essa lista de dez cachoeiras, qual delas você escolheria para ir nos próximos dias?

Categorias: Guia Bhaz