Home NotíciasEsportesEm coletiva, Kalil anuncia reforço, fala sobre salários atrasados e ironiza presidente Dilma

Em coletiva, Kalil anuncia reforço, fala sobre salários atrasados e ironiza presidente Dilma

Com Stéfano Bruno

Em coletiva no final da tarde desta quinta-feira (16), o presidente do Atlético, Alexandre Kalil, enfim, anunciou a primeira contratação do clube para esta temporada: trata-se do volante Claudinei, que se destacou no América-MG na Série B do Campeonato Brasileiro de 2013. O jogador chega ao Galo por empréstimo até o fim do ano, quando o clube pode optar pela compra de 50% de seus direitos e a extensão do vínculo por mais quatro anos.

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Com Paulo Autuori ao lado, Alexandre Kalil anunciou o primeiro reforço do Atlético para esta temporada
Foto: Bruno Cantini/Atlético

“É muito importante a colocação do seguinte. Fomos muito criticados porque fazíamos muitas contratações. Mas aprendemos, com humildade, que manter um grupo… É um grupo complicado de trazer um jogador para entrar no time, porque são jogadores de Seleção Brasileira. Hoje mesmo contratamos um garoto, que acho que é de muito futuro, que é o Claudinei. Fizemos um contrato de empréstimo de um ano, com direito de comprar no final do ano, os 50% e ter um contrato de quatro anos. Acho que é uma boa contratação do grupo. Um jogador que vocês conhecem bem”, disse Alexandre Kalil.

Ansiosos pelo anúncio de uma grande contratação, o nome que os atleticanos mais têm comentado nos últimos dias é o do volante Elias. Kalil não quis se pronunciar a respeito do ex-jogador do Flamengo, mas disse que o Atlético está sim de olho em alguns atletas. “Não temos condição de trazer mais um Ronaldinho, mas temos condição de trazer bons jogadores. Vamos em busca disso”, concluiu.

Outro assunto que entrou em pauta na coletiva de Alexandre Kalil foram os salários atrasados. “Hoje li que quase todos os clubes do Brasil estão com salários atrasados. Mas duvido que algum tenha milhões bloqueados. Nossa situação é o seguinte. Vencido o mês de dezembro dos atletas. Devemos 30 dias de salários. Os funcionários estão em dia, salário e 13º. Temos um mês de salário e o 13º (atrasados). Eles sabem que estamos lutando e vamos pagar.”

Questionado sobre a liberação do dinheiro referente à venda do meia Bernard, Kalil foi enfático: “Parece que está caminhando a passos largos. Esperamos. A presidenta é política, vem cá amanhã respirar os ares de Minas. Vai ter uma luz para ajudar os times mineiros. É isso”.

Comentários