Home NotíciasBHMulheres suspeitas de matar taxista em Itaúna são presas no interior de São Paulo

Mulheres suspeitas de matar taxista em Itaúna são presas no interior de São Paulo

As mulheres suspeitas de assassinar, a facadas, um taxista de 74 anos no centro-oeste de Minas Gerais, foram presas pela polícia, nesse domingo (19), em Campinas (SP), junto com o carro da vítima. Elas confessaram a autoria do crime.

De acordo com a Polícia Militar, os vidros do veículo estavam quebrados e havia marcas de tiros e manchas de sangue e, por isso, elas foram abordadas, após pararem o carro para descansar. Depois da morte do taxista, na sexta-feira (17), elas fugiram para Jundiaí, também em São Paulo. As mulheres saíram sem destino até chegarem em Campinas. Elas foram levadas para o   1º Distrito Policial de Campinas.

(Foto: Reprodução/EPTV
Foto: Reprodução/EPTV

Relembre o caso:

As suspeitas embarcaram, no final da tarde de sexta-feira (17), em um táxi no centro de Itaúna, com destino a Oliveira. Segundo a PM, a falta de dinheiro para pagar a corrida pode ter motivado o crime.

Vandir Barbosa, de 74 anos, levou dois golpes e apresentava um corte profundo no tórax, com cerca de 29 centímetros, além de ferimentos na mão. As mulheres abandonaram o corpo em uma estrada de terra, próximo a uma ponte de ferro, Rio Jacaré, zona rural do município.

Os militares foram chamados por testemunhas que passaram de carro próximo ao local. Eles teriam visto os pés da vítima, ensanguentados, do lado de fora do táxi. Um cerco chegou a ser feito na região, mas as suspeitas jogaram o carro da vítima – um Ford Focus – contra os militares, furaram o bloqueio e  seguiram a fuga em alta velocidade.

Houve perseguição, mas as mulheres conseguiram fugir. Uma envolvida foi identificada como Glívia Araújo, de 23 anos, e tem diversas passagens pela polícia, uma delas por espancar a mãe.

Comentários