Home NotíciasDirceu é flagrado reclamando de prisão em vídeo gravado no Complexo da Papuda; assista

Dirceu é flagrado reclamando de prisão em vídeo gravado no Complexo da Papuda; assista

Um vídeo publicado no YouTube, nesta quarta-feira (30), se transformou em um dos mais populares no site por mostrar o ex-ministro José Dirceu dentro do Complexo da Papuda, em Brasília. O petista, que está detido desde novembro do ano passado, foi condenado a cumprir sete anos e onze meses de prisão no julgamento do mensalão. Nas imagens, ele aparece reclamando do regime ao qual foi sentenciado. A filmagem foi divulgada com exclusividade pelo jornal Folha de S. Paulo.

As cenas foram gravadas na última terça-feira (29), quando Dirceu recebeu a visita de deputados da Comissão de Direitos Humanos da Câmara (CDHM). Ele assistia ao jogo entre Real Madrid e Bayern, em uma televisão de plasma, quando os parlamentares chegaram ao presídio. Entre os políticos presentes estavam Nilmário Miranda (PT-MG), Luiza Erundina (PSB-SP) e Jean Wyllys (PSOL-RJ).

Ao conversar com os visitantes, Dirceu se mostrou inconformado com a rotina na cadeia. “Nós nunca questionamos o regime carcerário. O meu problema é o regime prisional, regime fechado”, diz em um trecho do vídeo. “A rigor, sábado e domingo, eu saio duas horas aqui (para tomar sol). Durante a semana, eu saio sete horas. Na verdade, o regime não é semiaberto”, diz.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=fOxJN7-8J48]

A ida dos integrantes da CDHM ao Complexo da Papuda teve como objetivo apurar denúncias de que José Dirceu estaria recebendo tratamento diferenciado. O petista ocupa, sozinho, uma cela de 23 m² com micro-ondas, fogareiro e chuveiro com água quente. Após o fim da vistoria, os deputados entraram em divergência sobre a situação vista no local.

“Conheci celas em várias unidades aqui [na penitenciária da Papuda] e as que a gente viu hoje lá em cima são celas horrorosas se comparadas à cela dele. A cela dele é iluminada, ampla, o tipo de material do beliche é diferente, tem televisão, tem micro-ondas. E não são todas as celas – é a única cela desse jeito”, declarou Mara Gabrilli (PSDB-SP) ao portal G1.

“A gente veio verificar se havia regalias. Pela nossa visita, que a gente fez às celas, e pelas conversas que nós tivemos com os agentes penitenciários, os gestores e o diretor do complexo, a gente viu que não há regalias. Não há privilégio”, disse Jean Wyllys (PSOL-RJ).

Comentários