Home Notícias Morte de Eduardo Campos em acidente aéreo repercute entre políticos e na mídia internacional

Morte de Eduardo Campos em acidente aéreo repercute entre políticos e na mídia internacional

A confirmação da morte do candidato Eduardo Campos (PSB) em um acidente aéreo, na manhã desta quarta-feira (13), provoca um imenso clima de tristeza no país. A notícia chocou políticos e familiares, além de repercutir em toda a imprensa nacional, internacional  e nas redes sociais.

A presidente e candidata a reeleição, Dilma Rousseff (PT) afirmou estar tristíssima e decretou luto oficial por três dias.  Em nota, ela disse que o Brasil inteiro está de luto e que o político era um exemplo de democrata e uma grande liderança política. “Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro”, afirmou.

Em viagem, o candidato do PSDB, Aécio Neves, também suspendeu todos os compromissos da campanha eleitoral. Aécio que também deve ir a Santos soube da morte de Campos assim que desembarcou em Natal, onde cumpriria agenda hoje. “É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava. A perda é irreparável e incompreensível. Neste momento, minha família e eu nos unimos em oração à família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar”, disse Aécio.

O deputado Julio Delgado (PSB-MG) deixou o Conselho de Ética emocionado, confirmando a morte do candidato. “A gente está atordoado. Parece que não há sobreviventes. Parece que perdemos o Eduardo. O Eduardo não conseguiu descer (o avião não conseguiu pousar), não há sobreviventes na aeronave. É uma perda irreparável”, disse visivelmente abalado.

la naci[on
La Nacion – Morre em acidente aéreo candidato a presidente do Brasil.
Foto: Reprodução/LaNacion
Ao receberem a notícia, Santos Carlos Siqueira, chefe da campanha e muito próximo do político, o deputado Roberto Freire (PPS-SP) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) rapidamente se deslocaram para Santos. A vice de Campos, Marina Silva, teria abandonado o estúdio, onde gravava um programa para o horário eleitoral gratuito, em São Paulo, e foi para casa. Segundo informações de Bazileu Margarido, coordenador da Rede Sustentabilidade, partido que ela tenta criar, a ex-senadora está “chocada”.

A mulher de Eduardo Campos, Renata Campos, soube da morte do marido quando estava em sua casa acompanhada dos cinco filhos do casal, no bairro dos Dois Irmãos, em Recife.  Ela havia chegado do Rio pela manhã, em um voo comercial. A família ainda não se pronunciou.  Segundo Rodrigo Andrade, um integrante da campanha, isso só ocorrerá com a confirmação oficial da morte do candidato. O coordenador da campanha e candidato ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara, chegou até a residência da família Campos e não deu entrevistas.

Quando soube apenas da queda da aeronave em Santos, mas ainda sem a confirmação da morte do filho, a mãe dele, a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), Ana Arraes, deixou o prédio da Corte de forma discreta e sem falar com a imprensa.

Por meio de nota, o presidente do PT, Rui Falcão, falou em nome do partido. “Em função deste trágico fato, a direção nacional do Partido dos Trabalhadores decidiu cancelar todas as atividades públicas referentes à campanha eleitoral 2014 nas esferas nacional, estadual e municipal, em manifestação de luto com duração de três dias”, diz a nota.  Assim como ele, José Américo Dias, presidente da Câmara Municipal de São Paulo, lamentou a morte. “Mesmo agora durante a campanha presidencial, Eduardo Campos manteve uma postura ética e combativa em favor da melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro. Manifesto minha total solidariedade à sua família, aos companheiros do PSB e ao Estado de Pernambuco.”
Em Santos, a prefeitura anunciou luto oficial de três dias.

Repercussão internacional

Sites de notícias e jornais de diferentes países repercutem, ao longo desta quarta-feira (3), a morte de Eduardo Campos. Confira as manchetes de publicações que acompanham o caso:


Reuters – Brasil: candidato à presidência morre em queda de avião

 

reuters
Foto: Reprodução/Reuters


Huffingtonpost – Candidato à presidência no Brasil morre em acidente aéreo

 

post
Foto: Reprodução/

Le Monde – No Brasil, um candidato presidencial morre em acidente de avião

Le mond
Foto: Reprodução/LeMond

Comentários