Home Notícias BH Luan volta a confessar assassinato no BBB e Globo corta o sinal. Polícia pediu as imagens

Luan volta a confessar assassinato no BBB e Globo corta o sinal. Polícia pediu as imagens

O participante Luan Patrício, causou polêmica na ultima quarta-feira ao confessar no programa que matou um jovem de cerca de 16 anos quando serviu ao exército em 2010. Aumentando ainda mais a polêmica, o rapaz de 23 anos voltou a comentar sobre o assunto.

Luan conversava com os outros participantes, Mariza, Adrilles e Marco, e contou em detalhes como tudo aconteceu. Entretanto a Globo cortou o sinal do Pay-per-view ao perceber o teor da conversa. “Eu fiquei lá embaixo, porque atirava muito bem, então ficava um do Exército, um da polícia, um do Bope e uma da Polícia Federal. Ajoelhados no chão, dando contenção para quem estava subindo. Os caras estavam atirando para baixo, então tem que eliminar os alvos, para eles poderem subir. O cara foi subindo, e eu fui atirando. Até então eu não estava acertando ninguém, quando acertei a primeira pessoa, acho que era um garoto que pela fisionomia devia ter uns 16 ou 17 anos” contou ele, para espanto dos outros.

bbb1
Luan dá detalhes do assassinato cometido em 2010 quando era militar / BBB pay-per-view – Reprodução

 

“Ele estava atirando com uma submetralhadora, atirando atrás de uma caixa d’água. Quando eu atirei nele, acertei um tiro na cabeça dele e ele caiu. Eu tremia. Não só de adrenalina, mas de nervoso por ter matado a primeira pessoa na minha vida. Tinha um sargento da PM que virou para mim e disse: ‘Ou é você, ou ele. Ou chora a sua mãe ou chora a mãe dele” confidenciou também.

Quando Luan falou pela primeira vez sobre o caso, na ultima quarta-feira, sua mãe, um amigo e até o exército chegaram a negar o caso. Agora, a polícia pretende ouvir o rapaz assim que ele sair do confinamento, além disso, a polícia quer as imagens coma confissão.

“De acordo com o delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios da Capital (DH), um ofício foi encaminhado ao Exército para saber o trabalho realizado pelo participante do programa no Complexo do Alemão. A TV Globo também foi oficiada para ceder na íntegra as imagens do momento em que afirma ter assassinado uma pessoa. O participante deve ser ouvido na especializada quando sair do programa” dizia uma nota enviada pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro ao portal UOL.

Comentários