Home Destaques do Dia Universitário matou taxista e sua filha de apenas 5 anos para roubar R$300,00

Universitário matou taxista e sua filha de apenas 5 anos para roubar R$300,00

Reprodução O Tempo / Foto do Facebook
Reprodução O Tempo / Foto do Facebook

Depois de 16 dias após o assassinato a Polícia Civil conseguiu descobrir o assassino de um taxista e sua filha de cinco anos de idade. O caso aconteceu e chocou os moradores de Bom Jardim de Minas, na Zona da Mata mineira.

O jornal O Tempo conversou com o delegado responsável pelo caso, Marcio Savino. Segundo ele, um universitário de 22 anos planejou o assassinato junto com um comparsa, tudo isso porque precisava de R$300,00.
Ainda segundo o delegado, o rapaz, que é estudante de odontologia, cobrou a dívida de R$300 de um outro rapaz, de 20 anos, que não tinha como pagar. “Como o jovem disse que não tinha dinheiro, o estudante propôs cometer um roubo e, se preciso, matar a vítima. Eles pensaram em assaltar um taxista, foram até uma padaria, pegaram uma lista e ligaram aleatoriamente” afirma o delegado.

“No meio do caminho, eles anunciaram o assalto e colocaram pai e filha dentro do porta-malas. O Natanael tentou reagir e, nesse momento, um deles atirou. A menina começou a gritar, e foi morta com um tiro na testa… Eles conseguiram uma quantia inferior a R$ 300, pegaram um outro táxi e voltaram para  Bom Jardim de Minas, onde um deles residia. Conseguimos localizá-los ouvindo testemunhas e com a quebra do sigilo telefônico de Natanael” continuou o delegado.

A polícia acredita que o universitário de 22 anos tenha sido o autor dos disparos. Ainda segundo o delegado disse ao O Tempo, o rapaz de 20 anos não queria matar a criança, “mas o universitário afirmou que, se ela não morresse, ele é que seria morto”. Juntando todos os crimes, eles podem pegar até 50 anos de prisão.

 

Comentários