Home NotíciasMinas GeraisDeputados fazem pressão para presidente do Minas Arena esclarecer acusações

Deputados fazem pressão para presidente do Minas Arena esclarecer acusações

Diante da ausência do presidente da Minas Arena, André Luis Santana Moraes, em audiência pública realizada nesta quinta-feira (9), na Assembleia, deputados da base e oposição investiram em uma ofensiva para pressionar o chefe da administração do Estádio Mineirão esclarecer, frente ao Parlamento mineiro, supostas denúncias de fraudes no contrato de Parceria Público-Privada (PPP) firmado com o Governo de Minas.

Para tanto, o deputado Alencar da Silveira Jr. apresentou requerimento convocando André Luis Santana Moraes a se apresentar na Assembleia Legislativa nas próximas semanas. No entender do parlamentar, o presidente da Minas Arena seria obrigado a cumprir a determinação.

“Assinei requerimento para convocá-lo já que a concessionária não compareceu também em outras ocasiões”, disse à Bhaz. “Com a convocação, devemos realizar uma nova audiência nos próximos 15 dias de modo que ele será obrigado a comparecer”, declarou.

A solicitação do parlamentar ainda precisa ser aprovada pela pelas comissões.

Em nota, o deputado Iran Barbosa (PMDB) endossou a fala de Alencar e disse que, “nas próximas reuniões terão de convocar os responsáveis” e, portanto, “serão obrigados a comparecer”.

Procurada pela Bhaz, a asssessoria de imprensa da Assembleia esclareceu que o regimento interno da Casa expressa a possibilidade de convocação, mas não prevê nenhuma sanção em caso de descumprimento, já que a Minas Arena não se trata de órgão público ou autarquia.

A Minas Arena foi solicitada a ser manifestar sobre a ausência de André Luis Santana Moraes na audiência pública mas não respondeu aos questionamentos.

Acusações

No início desta semana, o deputado Iran Barbosa (PMDB) entrou com ação no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciando supostas irregularidades no cumprimento do contrato de Parceria Público-Privada (PPP) firmado entre a Minas Arena — gestora do Estado Mineirão — e o Governo de Minas.

Na ocasião, o parlamentar apresentou um levantamento que aponta possíveis manobras contábeis por parte da concessionária, a fim de realizar repasses menores do que está previsto no contrato ao Governo de Minas.

Avatar

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal Bhaz.

Comentários