Home Notícias Minas Gerais Servidores da UFV roubam alimentos adquiridos com recursos públicos; PF estima desvio de R$ 2 milhões ao ano

Servidores da UFV roubam alimentos adquiridos com recursos públicos; PF estima desvio de R$ 2 milhões ao ano

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (20), uma operação para combater desvios de recursos públicos na Universidade Federal de Viçosa (UFV), na Zona da Mata. Os investigadores apuram a prática de apropriação indevida de alimentos adquiridos pelo Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnae), do Governo Federal, o que teria causado substancial prejuízo à instituição — estimativas apontam para o desvio, em média, de R$ 2 milhões ao ano.

Segundo informações dos investigadores, os levantamentos começaram em junho de 2016, revelando a existência de suposto grupo de funcionários que, há anos, em reiteradas condutas, estaria causando prejuízo à UFV ao se apropriar e desviar gêneros alimentícios dos estoques, armazéns e do próprio Restaurante Universitário do campus Viçosa.

Para o cumprimento das ordens judiciais expedidas pela Justiça Federal de Viçosa foi empregado um total de 70 policiais federais na execução de 15 mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão preventiva, oito mandados de condução coercitiva, além de interrogatórios e exames periciais. Os conduzidos foram levados à base de operações da PF, instalada na UFV, onde todos serão interrogados.

Além do afastamento compulsório das atividades funcionais e da restrição de acesso à universidade, os investigados podem responder por peculato e associação criminosa. As penas previstas para esses crimes são de reclusão de dois a 12 anos e de um a três anos, respectivamente, sem prejuízo de futura responsabilização disciplinar e por improbidade administrativa.

A assessoria de comunicação da UFV não atendeu as ligações da reportagem do Bhaz.

 

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal Bhaz.

Comentários