Home NotíciasMinas GeraisPrefeito de Mariana é alvo de investigação do MP sobre fraudes em licitação

Prefeito de Mariana é alvo de investigação do MP sobre fraudes em licitação

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) confirmou, nesta sexta-feira (9), que Duarte Júnior (PPS), prefeito de Mariana, na região Central do Estado, é alvo de investigações sobre suspeita de participar de licitação fraudulenta na constatação de serviços de transporte pela prefeitura. Segundo informou o MPMG, uma ação civil por ato de improbidade administrativa foi representada contra o prefeito.

A administração rebateu as denúncias, informando que os serviços foram contratados por meio de contrato firmado com uma cooperativa de transportes, a Coopertur, o qual foi celebrado por meio de licitação na modalidade pregão.

Conforme noticiou o Bhaz, um dos membros do primeiro escalão da administração de Duarte Júnior, o secretário municipal de Governo e Relações Institucionais de Mariana, Edvaldo Santos de Andrade, foi preso preventivamente pela Polícia Civil na quinta-feira (8), por suspeita de dispensar indevidamente o processo de licitação, além de atuar no afastamento fraudulento de licitante e concussão — crime praticado por agente público para obtenção de vantagem indevida.

As investigações da promotoria apontam que Edvaldo Santos teria exigido, em razão da função exercida, vantagem indevida para si e para terceiros, além de fraudar e dispensar licitação para a contratação dos serviço de transporte.

A ação civil pública representada contra o prefeito Duarte Júnior envolve as mesmas suspeitas levantadas contra o secretário detido, conforme informações do MPMG.

Avatar

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal Bhaz.

Comentários