Home Carnaval 2017Xô ressaca! Dicas que podem ajudar você a não se sentir mal na folia (mesmo bebendo)

Xô ressaca! Dicas que podem ajudar você a não se sentir mal na folia (mesmo bebendo)

Muitos foliões acabam excedendo na folia quando o assunto é bebida alcoólica. Os exageros acontecem e só no outro dia a ressaca costuma aparecer: um mal-estar generalizado que pode provocar dores de cabeça, no estômago e no corpo, além de boca seca e muita sede. Mas como se livrar desse problema sem deixar de lado a cerveja e outros drinques?

Ao Bhaz, o professor Frederico Garcia, coordenador do Centro Regional de Referência em Drogas da UFMG, explicou que a ressaca surge quando há uma sobrecarga no fígado. A condição também é conhecida como intoxicação aguda por álcool e os sintomas podem aparecer de 6h a 8h após a ingestão das bebidas.

Um acúmulo de enzimas no corpo, devido ao intenso trabalho do figado, seria o responsável por afetar o sistema nervoso central e o metabolismo.

“Um composto químico que está presente na maioria das bebidas alcoólicas, o aldeído, é transformado no fígado, além de outras substâncias. Todo o álcool é transformado no fígado e isso gera várias consequências para o corpo, desde fadiga a mal-estar”, disse.

Se deixar de beber durante a folia não for uma opção, o especialista conta que existem posturas que podem ser adotadas para amenizar os efeitos da ressaca.

“Quanto mais hidratada a pessoa estiver melhor, isso pode ajudar a evitar que os sintomas da ressaca surjam de forma intensa”, pondera. “Evitar ficar muito exposto ao sol é outra dica, já que os raios solares agridem a pele, podem provocar câncer se houver excesso e ainda favorecem a desidratação”, explica.

Carnaval de BH deve receber cerca de 2,4 milhões de pessoas em 2017
Reprodução/Facebook – Carnaval de rua BH

Para Garcia, acessórios como chapéus e bonés são medidas pouco eficazes contra a exposição sol. A dica, segundo ele, é apostar no uso de filtros solares.

“É preciso lembrar também que a alimentação é muito importante para manter o corpo bem. Alimentos gordurosos levam um tempo maior para ser digeridos, o que pode aumentar a sensação de mal-estar”, disse.

“Para evitar um quadro de hipoglicemia, a diminuição de glicose no sangue, o indicado é fazer a ingestão de açucares e carboidratos”, continua.

E o mais importante para o especialista, as pessoas precisam aprender a respeitar os próprios corpos. “Se você está no meio do Carnaval e sente fome, precisa comer. Se estiver com um cansaço excessivo, o indicado é ir para casa e descansar”, pondera. “Não adianta curtir o Carnaval sem se respeitar e, no fim das contas, arrumar um problema porque bebeu demais e não se cuidou”, finaliza.

Roberth Costa

Roberth Costa

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal no ano de 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove de Belo Horizonte e tem como foco a editoria de Cidades.

Comentários