Home Variedades Projeto universitário cria o Museu de Memes, com um grande acervo online

Projeto universitário cria o Museu de Memes, com um grande acervo online

Quem nunca riu com um meme na internet? Todos os dias vemos diversas imagens engraçadas, com personagens memoráveis ou anônimos na web. O projeto Museu de Memes foi criado pelo curso de Estudo de Mídias, da Universidade Federal Fluminensem e traz muitos desses personagens em um plataforma online.

Memes como a Diferentona, Eduardo Jorge, Japonês da Federal, Mônica Ata, Tapa na Pantera, John Travolta confuso, dentre outros, estão no acervo do site. Um dos princípios do projeto é a constituição de um acervo de referência para pesquisadores interessados na investigação sobre o universo dos memes, do humor e das práticas de construção de identidades e representações em comunidades virtuais.

Apesar de muitos tratarem esse assunto como algo irrelevante, a ideia do criador do museu, Viktor Chagas, é que os memes possuem também uma função social. Como por exemplo, as diversas hashtags de denúncias em movimentos sociais.

O objetivo, segundo ele, é catalogar e dessa forma, preservar a história dos memes. Além disso, o idealizador do projeto frisa que é importante compreender o fenômeno, o seu significado e função social. O site reúne memes recentes e também alguns mais antigos, antes mesmo da massificação da internet.

Veja alguns exemplos de memes famosos:

Garotinha Chloe virou meme nas redes sociais (Reprodução/Facebook)
Bebê Sammy Griner virou meme em 2010 (Reprodução/Facebook)
Neil deGrasse Tyson foi outro personagem a virar meme na web (Reprodução/Facebook)
O rapper Drake também virou meme após o lançamento de sua música Hotline Bling (Reprodução/Facebook)

 

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários