Home Notícias Brasil CBF rompe com Globo e fará transmissões dos jogos na internet e no celular; entenda

CBF rompe com Globo e fará transmissões dos jogos na internet e no celular; entenda

Pela primeira vez desde 2010, os jogos da seleção brasileira não serão transmitidos pela Rede Globo. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) rompeu o vínculo com a emissora e fechou contrato com a TV Brasil e a TV Cultura para a transmissão de duas partidas. A primeira delas ocorreu nesta sexta-feira (9), contra a Argentina, e próxima está marcada para o dia 13, quando a Austrália será a adversária.

Além da veiculação, a narração dos jogos também sofreu alterações e deixou de contar com Galvão Bueno. Ela fica por conta de Nivaldo Prieto, narrador na Fox Sports, com participação de Pelé e Denílson, ex-jogador de futebol. Assim como a partida desta sexta-feira, a disputa do dia 13 vai ocorrer em Melbourne, na Austrália, às 7h.

A CBF e a Globo mantinham, desde 2007, contrato de exclusividade e todos os jogos da seleção eram transmitidos pela emissora. No entanto, as duas organizações já tinham entrado em conflito anteriormente, quando a CBF decidiu abrir para todos os canais de TV a transmissão do amistoso entre Brasil e Colômbia, em homenagem as vítimas da Chapecoense, realizado em janeiro.

Além das emissoras de TV, os jogos também serão transmitidos na internet, pela CBF TV e pela página oficial do Facebook e nos celulares, pela operadora Vivo. A empresa irá disponibilizar um link no site que permitirá aos assinantes da operadora assistir às partidas gratuitamente através de celulares e tablets. Essa nova forma de transmissão é conhecida como independente, já que não estabelece vínculo com nenhuma empresa de comunicação. Nesse modelo, a entidade de futebol se encarrega de toda produção e distribuição da partida.

Procurada pelo Bhaz, a CBF explicou que esse modelo segue tendências do mercado internacional e é uma forma de democratizar ainda mais o alcance das veiculações dos jogos do Brasil, oferecendo ao torcedor novas alternativas para ver a seleção brasileira em campo. No entanto, a Confederação não esclareceu o motivo do rompimento com a Globo.

Para a doutora em Comunicação pela UnB e professora de Comunicação Social da UFMG Ângela Maria, essa nova forma de transmissão dos jogos é um movimento necessário. “A TV Globo monopoliza há muito tempo as transmissões de futebol e por conta disso, as partidas tiveram que se adequar aos “padrões” da emissora, como os horários dos jogos, por exemplo. Não é saudável que um canal  imponha um “modelo”, tendo em vista que o interesse dele desconsidera o interesse da população. O fato das exibições serem em uma TV pública é positivo no sentido de uma maior democratização do futebol no país, e esse é um movimento que já acontece em outros países, como na Argentina”, comentou.

Segundo Lorena Tárcia, professora de Comunicação Social da Uni-Bh, a exibição online representa um processo natural do fortalecimento das mídias digitais. “Esta me parece uma transição natural e não é exatamente uma novidade, já que o Comitê Olímpico Internacional tem sua própria cobertura e transmite Olimpíadas pela internet para países onde não são fechados acordos de transmissão”, disse. “Esse fato deixa entrever, ainda, que os acordos financeiros com os grandes da web passam a ser mais lucrativos do que aqueles possíveis com as mídias tradicionais”, completou.

Em nota oficial, a Globo disse que não acredita no modelo usado pela Confederação. “A CBF tinha planos de negociar os direitos dos Amistosos e das Eliminatórias da Copa 2022 na forma de bid (leilão fechado). Recentemente decidiu vender os dois jogos amistosos de junho de forma avulsa e, embora não acreditemos que esta seja a melhor solução para todas as partes, tentamos negociar mas não chegamos num acordo”, comunicou.

“Atletiba” e a transmissão via internet

A transmissão independente já vem sendo uma alternativa utilizada em outros jogos, como é o caso do “Atletiba”, partida entre os times Coritiba e Atlético Paranaense. O episódio se desencadeou quando ambos os times não entraram em acordo com as emissoras de televisão para comercializar os direitos de exibição e, por conta disso, as partidas do clássico não foram exibidas em lugar algum.

Bhaz tentou contato com o Coritiba, mas não teve retorno até a publicação desta matéria. Já o Atlético Paranaense não respondeu aos questionamentos da reportagem.

Em Minas

Apesar dos canais digitais já serem o principal veículo de informação e contato do torcedor com o time, a transmissão das partidas online ainda não é uma possibilidade cogitada pelos clubes mineiros.  De acordo com a Federação Mineira de Futebol, hoje há em vigor o contrato de exclusividade assinado com a Rede Globo, renovado nesta temporada de 2017.

Ao Bhaz, o Cruzeiro confirmou fechamento de contrato exclusivo com a emissora, o qual foi prorrogado até 2022 e não tem perspectivas de exibição pelas mídias digitais. O Atlético também assinou acordo, e, embora não vislumbre possibilidade de transmissão online, afirma que está ligado nas tendências de exibições dos jogos.

Foto de destaque: Reprodução/Rede Globo + Divulgação/CBF

Letícia Almeida

Letícia Almeida é redatora no Portal Bhaz

Comentários