Home Notícias BH Hospital da UFMG cria banco de fezes e já pode fazer transplante fecal; você sabia?

Hospital da UFMG cria banco de fezes e já pode fazer transplante fecal; você sabia?

O Hospital das Clínicas da UFMG – que é um dos primeiros do país a ter um banco de fezes – criou o primeiro centro dedicado ao transplante de microbiota fecal no Brasil. O ser humano tem cerca de 100 trilhões de bactérias apenas no tubo do intestino, são elas as responsáveis pela formação da microbiota intestinal, também conhecida como flora intestinal.

Além das bactérias benéficas, há aquelas capazes de produzir doenças infecciosas, como a Clostridium difficile, presente na microbiota de até 20% dos adultos hospitalizados, sendo que 5% apresentam quadros de diarreia. Desses 5%, um grupo considerável não apresenta resposta satisfatória ao tratamento feito com antibióticos. É para esses pacientes, que apresentam infecções recorrentes ou resistentes, que tem sido indicado um tratamento promissor: o transplante fecal – que funciona por meio da infusão de uma solução composta de substrato fecal de pessoas sadias em pessoas doentes.

“O transplante de microbiota fecal se tornou uma prática autorizada por causa dos bons resultados obtidos desde 2013, quando se verificou que esse tratamento apresentava resultados muito satisfatórios para um grupo de pacientes que apresentava diarréias frequentes causadas por essa bactéria”, explica o médico Luiz Gonzaga Coelho.

O primeiro centro dedicado ao transplante de microbiota fecal no país fica no Hospital das Clínicas da UFMG (Avenida Professor Alfredo Balena, 110, Santa Efigênia). Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3409-9000.

Eliza Dinah

Jornalista e redatora do portal Bhaz

Comentários