Home Notícias Minas Gerais Sobe para nove o número de mortes causadas por febre amarela em Minas

Sobe para nove o número de mortes causadas por febre amarela em Minas

Exames da Fundação Ezequiel Dias (Funed), ligada a Secretaria Estadual de Saúde (SES), confirmaram, na tarde desta quinta-feira (11), mais três mortes causadas pela febre amarela em Minas. Uma morte foi em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte e duas em Mariana. A vítima de Nova Lima é um homem de 60 anos, morador do bairro Galo. Ele morreu no último dia 5 de janeiro.

Por nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Lima informou que com esta morte a cidade já registra três óbitos por febre amarela no município. Um óbito ainda está sob investigação e um paciente está internado com a doença.

Entre as vítimas fatais da doença na cidade estão um homem de 46 anos, que morava no bairro Santa Rita, e um outro de 46 anos que morava em São Paulo, mas passou as festas de fim de ano em Nova Lima. Um paciente de 41 anos que é morador da cidade mas estava internado no hospital Eduardo de Menezes faleceu nesta quinta-feira. Mas a Secretaria de Saúde de Nova Lima informou, por nota, que os exames dele ainda não confirmaram a causa da morte.

Segundo informações disponíveis no site da Secretaria Estadual de Saúde (SES),  atualmente, são 11 casos confirmados de febre amarela em Minas Gerais no período 2017/2018, dos quais nove evoluíram para óbito. Mar de Espanha, na Zona da Mata, e Carmo da Mata, no Centro-Oeste, registraram uma morte cada; na região Central, Mariana registrou duas mortes e Barra Longa uma; na região metropolitana da capital, Brumadinho registrou uma morte e Nova Lima, três.

A despeito da proximidade dos casos de morte com Belo Horizonte, a prefeitura da Capital informou que não pretende fazer campanha de reforço da vacinação na cidade. De acordo com a secretaria, atualmente, 83% dos belo-horizontinos já estão imunizados.

 

 

Jefferson Lorentz

Jefferson Lorentz

Jeff Lorentz é jornalista e trabalhou como repórter de pautas especiais para o portal Bhaz.

Comentários