Home Notícias Internacional Terremoto de 6,8 graus deixa dois mortos e 65 feridos no sul do Peru

Terremoto de 6,8 graus deixa dois mortos e 65 feridos no sul do Peru

Pelo menos duas pessoas morreram e outras 65 ficaram feridas no terremoto de 6,8 graus de magnitude na escala Richter que atingiu a região Arequipa, no sul do Peru, neste domingo às 4h18 (horário local, 7h18 de Brasília), informaram fontes oficiais. As informações são da Agência EFE.

O chefe do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), Jorge Chávez, declarou à emissora RPP Noticias que as mortes aconteceram nas cidades de Yauca e Bella Unión, enquanto os feridos foram registrados na província de Caravelí e em Nazca, da região vizinha de Ica.

Mais cedo, o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) havia informado que o sismo teve 7,1 graus de magnitude e epicentro a cerca de 40 quilômetros ao sudoeste da cidade de Acarí.

O Instituto Geofísico do Peru (IGP) estimou a magnitude do sismo em 6,8 graus e situou seu epicentro 56 quilômetros ao sul do distrito de Lomas – Arequipa, a uma profundidade de 48 quilômetros, segundo informou o jornal El Correo.

A governadora de Arequipa, Yamila Osorio, afirmou que até o momento foram contabilizadas 16 pessoas levemente feridas no distrito de Chala. O tremor foi sentido na capital Lima e em várias cidades do país.

Algumas casas de adobe foram derrubadas e houve corte de energia elétrica nas cidades de Acarí, Jaquí, Tanaca Yauza, Salamanca e Condesuyos, segundo o jornal La República, que citou autoridades locais.

A Secretaria-Geral do Município de Lomas declarou que, apesar de ser o epicentro do tremor, não há danos a reportar até o momento. Por sua vez, a governadora regional de Arequipa, Yamila Osorio, também disse que só se registraram danos materiais menores e alguns desabamentos.

Autoridades chilenas descartam tsunami

As autoridades chilenas descartaram a possibilidade da ocorrência de um tsunami na costa do país após o terremoto que deixou pelo menos dois mortos e 65 feridos neste domingo (14) no sul do Peru. As informações são da Agência EFE.

“As características do sismo não reúnem as condições necessárias para gerar um tsunami nas costas do Chile”, declarou em um comunicado o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha do Chile.

O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, pediu “calma e tranquilidade” aos moradores afetada pelo terremoto.

“Calma e tranquilidade, o governo está se ocupando de tudo, por isso estou aqui, poucas horas depois de ter acontecido”, declarou Kuczynski a jornalistas após chegar em um helicóptero à cidade de Chala, na região de Arequipa e uma das afetadas pelo sismo.

O governante, que chegou a Chala junto com a ministra de Energia e Minas, Ángela Grossheim, destacou que, diante da emergência, “felizmente o governo está atuando” e o Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) já enviou ajuda de emergência e barracas para os afetados em vários distritos da região de Arequipa.

O governo brasileiro manifestou hoje condolências aos parentes das vítimas do terremoto. “Aos transmitir suas condolências aos familiares dos falecidos, o governo brasileiro manifesta sua solidariedade às populações afetadas e ao governo do Peru”, diz nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores.

 Segundo o Itamaraty, não há, até o momento, registro de brasileiros entre as vítimas

Da Agência Brasil

 

Comentários

Carregar mais em Internacional