Home internacional ‘Brinquedo sexual’ explosivo mata mulher no Peru: 40 cm de comprimento e 6 de largura

‘Brinquedo sexual’ explosivo mata mulher no Peru: 40 cm de comprimento e 6 de largura

Autoridades do Peru investigam um médico da cidade de Arequipa apontado como o responsável pela morte da mulher com quem mantinha um relacionamento. Ele é suspeito de incentivar a parceira a realizar uma perigosa prática sexual que a levou a morte, em novembro de 2017.

Segundo a imprensa local, o homem introduziu uma bomba-morteiro no corpo da companheira durante o sexo. O objeto trata-se da granada usada na arma de fogo chamada de morteiro. E o modelo usado tinha 40 cm de comprimento e seis de largura. No quarto em que o casal estava, a polícia chegou a encontrar analgésicos que podem ter sido utilizados para amenizar as dores da vítima. Apesar de ter ocorrido no ano passado, o caso só foi divulgado nesta semana.


Na investigação, a polícia identificou rastros de sangue e pelos pubianos no morteiro. Apesar disso, o médico nega que tenha usado a arma durante o ato sexual com a parceira. Ele contou, em depoimento, que os dois haviam bebido muito e que não se lembra com clareza daquela noite por tal motivo. O suspeito disse ter acordado com a mulher inconsciente e ensanguentada.

A vítima foi levada para um hospital, mas já estava morta. Agora, familiares dela acusam o médico de feminicídio e pedem que ele pegue pena máxima. Ainda em liberdade, ele deve ser impedido de deixar o país por meio de uma solicitação do Ministério Público do Peru.

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Comentários

Carregar mais em internacional