Home Notícias BH Imaco tem aulas suspensas por rachaduras no prédio; PBH já estava avisada

Imaco tem aulas suspensas por rachaduras no prédio; PBH já estava avisada

A Escola Municipal Imaco, localizada no bairro Funcionários, na região Centro-Sul de Belo Horizonte está interditada desde a manhã desta quarta-feira (14). Rachaduras surgiram na estrutura do prédio da instituição e deixou professores e alunos em alerta. Ao Bhaz, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) da capital informou que obras estruturais serão realizadas no local. Devido a interdição as aulas foram suspensas e os alunos dispensados.

Pelas redes sociais, internautas denunciaram a situação do prédio e mostravam-se receosos com uma possível tragédia. Nas imagens é possível ver as rachaduras no prédio. Ainda na web internautas alegaram que a direção da escola já havia comunicado a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) sobre os risco do local, mas que nada havia sido feito. “Gente, a direção da Imaco falou que passou pra prefeitura o problema desde o ano passado. Providências precisam ser tomadas”, escreveu um usuário.

O Bhaz esteve na escola, porém a diretoria da instituição preferiu não falar sobre o assunto. Aos pais, foi entregue uma carta comunicando sobre a interdição do prédio assim como sobre a suspensão das aulas a partir desta quinta-feira (15). Durante este período será analisado o melhor local para que as aulas aconteçam de forma segura tanto para os alunos quanto aos profissionais. Uma reunião será realizada com os pais e responsáveis pela escola no próximo dia 19, na Smed.

“Com as chuvas, a situação estrutural de nosso prédio foi gravemente abalada e encontra-se, pela Defesa Civil, com indicação de alto risco. Desculpando-nos pelos transtornos, esperamos continuar contando com a compreensão de todos na busca de decisões que levem em consideração em primeiro lugar, a segurança e o bem estar dos alunos”, dizia um trecho do comunicado assinado por Marcos Evangelista, chefe de gabinete da Smed; Natália Araújo, subsecretária de Planejamento, Gestão e Finanças e Adriana da Silva Pereira, diretora da Regional Centro Sul.

Rachaduras no prédio da instituição (Rafael D’ Oliveira)
Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários