Home Notícias Minas Gerais Irmãos são presos após chicotear e torturar homem que roubou ovos

Irmãos são presos após chicotear e torturar homem que roubou ovos

Na manhã da última segunda-feira (19), a Polícia Civil deflagrou a operação ‘Al Capone’ na cidade de São Sebastião do Maranhão, no Vale do Rio Doce, para o cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva para apurar um caso de tortura. A operação foi articulada após seis meses de investigação sobre um crime supostamente praticado por dois irmãos, de 38 e 35 anos. Um rapaz, de 23, também teria participado das agressões contra a vítima, ocorridas em setembro de 2017.

À época, o homem torturado trabalhava em uma construção na fazenda de propriedade de um dos irmãos, o qual tomou conhecimento de que ele havia furtado de sua propriedade oito ovos de galinha. Os irmãos então teriam torturado a vítima, desferindo contra ela chicotadas na região do rosto, das costas e nos membros inferiores, além de golpes de turquesa.

Divulgação/Polícia Civil

Toda ação criminosa foi registrado por vídeo que, segundo as investigações, foi gravado e divulgado nas redes sociais com o intuito de utilizar tal fato como exemplo do que poderia acontecer com os desafetos dos irmãos. Tomado conhecimento dos fatos, a polícia iniciou as investigações e apurou que os irmãos que teriam cometido a tortura são também suspeitos da prática de tráfico de drogas.

Ao fim da apuração, o delegado responsável pela Delegacia em Santa Maria do Suaçuí, Rodrigo Antunes, representou por mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em desfavor dos suspeitos pela prática do crime de tortura, além do rapaz de 23 anos pelo envolvimento no crime.

A operação resultou na prisão dos três suspeitos e na apreensão de mais de R$ 6 mil em dinheiro, um cheque no valor de R$ 2 mil, várias roupas camufladas semelhantes às utilizadas pelo Exército, diversos documentos comprovando intensa movimentação financeira, relógios de luxo, vários aparelhos celulares, além de quatro automóveis – um deles blindado -, e uma motocicleta. Todos esses veículos apresentavam indícios de adulteração.

Divulgação/Polícia Civil

Durante as buscas na residência dos irmãos, o rapaz de 23 anos se exaltou, chegando a quebrar o celular e evadir do local, momento em que foi contido pelos policiais e conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Santa Maria do Suaçuí. Na casa dele, os policiais encontraram diversas aves da fauna silvestre. O pai do suspeito assumiu a propriedade dos animais e acabou preso.  Ele tem 48 anos.

Segundo o delegado Rodrigo Antunes, o nome da operação é em alusão ao gângster Al Capone, que foi preso pelo crime de sonegação fiscal. “No caso dos irmãos, nós os prendemos pelo crime de tortura, mesmo sendo suspeitos de atuarem no tráfico de drogas na região”, disse.

Da Polícia Civil


Veja também:

‘Trabalhar pode, roubar não’: estes moradores de Montes Claros deram uma lição de humanidade

Comentários