Home Notícias BH Pesquisa alerta sobre preços de ovos de Páscoa em BH; consumidor distante das lojas

Pesquisa alerta sobre preços de ovos de Páscoa em BH; consumidor distante das lojas

A Páscoa vem chegando e, com ela, os saborosos e sempre atraentes ovos de Páscoa. Mas o consumidor deve ficar atento aos preços. Uma pesquisa divulgada pelo site Mercado Mineiro indica que o mesmo produto pode pode custar até 60% a mais, dependendo da loja. É o caso, por exemplo do Bis Branco de 240 gramas, que pode ser encontrado com preços que variam de R$ 24,98 a R$ 39,99.

O Laka de 183 gramas também apresenta uma variação elevada de preços entre os produtos pesquisados: 49,57%. Os preços variam de R$ 19,99 a R$ 29,90. Também entre os que estão nessa mesma situação está o tradicional Diamante Negro de 300 gramas, que pode ser encontrado por preços R$ 40,99 e R$ 54,99.

Feliciano Abreu, diretor do Mercado Mineiro, afirmou que neste final de semana espera-se uma maior procura dos consumidores pela guloseima. “Tenho andado por supermercados de BH e acompanhando a baixa venda. Porém, como este é o final de semana que antecede a Páscoa, os vendedores estão confiantes na melhoria da saída do produto”, disse.

A alta procura aliada à necessidade de encerrar os estoques faz com que seja esperada uma redução de preços para logo após a Páscoa. “Teremos a queda dos preços, pois após o domingo da Páscoa, não haverá muita saída do produto, devido a passagem da época comemorativa. Os vendedores estão buscando cada vez mais os clientes e, para isso, é preciso oferecer melhores preços”, disse.

Convencer os clientes a comprarem um ovo de Páscoa não está sendo tarefa fácil, pois, segundo Feliciano, eles estão migrando para as barras de chocolate: “O preço é mais em conta e os adultos estão olhando o custo-benefício. Claro que eles também desejam participar deste momento, mas não estão dispostos a fazer loucuras pagando caro pelo produto”, afirmou.

Perguntado sobre o motivo do ovo de Páscoa ser mais caro que o chocolate em barra, Feliciano diz que fatores como produção e armazenagem são determinantes. “Este produto é produzido e, consequentemente, comercializado somente nesta época do ano e isso já é um fator que eleva o preço. Porém, o custo de produção e armazenamento do ovo de Páscoa é mais alto que o de uma barra. Além disso, as empresas também calculam uma margem de perda do ovo de Páscoa. Por isso, temos queima de estoque na semana seguinte ao feriado”, disse.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários