Bandidos imitam personagens de La Casa de Papel e tentam assaltar banco

Divulgação/Netflix

A série La Casa de Papel é um dos sucessos mais recentes da Netflix. E, ao que parece, além de atrair a atenção de apaixonados pelas grandes produções, a trama também inspirou um grupo de assaltantes da vida real. No entanto, ao contrário do visto no serviço de streaming, a ação dos bandidos não foi tão elaborada.

De acordo com o La Cuarta, pelo menos 10 pessoas vestidas com macacões vermelhos, como os personagens da série, explodiram um caixa multibanco em Maipú, em Santiago do Chile. O equipamento estava preso em uma bomba de gasolina e os assaltantes não tiveram tempo de pegar o dinheiro. É que a polícia agiu rapidamente.


A publicação conta que houve troca de tiros e um dos suspeitos acabou baleado enquanto tentava fugir. Ele foi levado para um hospital. Outros dois comparsas do ferido foram presos. O jornal ainda destaca que a ação pode ser considerada uma imitação barata, já que os envolvidos nem mesmo usaram as máscaras do pintor Salvador Dali, como na história da Netflix.

A emissora Antena 3, que transmite a série, também noticiou o caso. “A influência de La Casa de Papel chega a níveis impensáveis, mas às vezes corre mal”, disse uma chamada do canal de televisão espanhola. “O que Úrsula Corberó, Pedro Alonso e Alba Flores pensam disto?”, questionou a estação, em referência aos atores que interpretam os ladrões.

O La Cuarta ainda ouviu uma especialista em comportamento humano sobre o caso. Guillermina Guzmán explicou que o assalto nos moldes de La Casa de Papel ocorreu porque os ladrões, possivelmente, “perderam um pouco a noção do que é uma série e do que é realidade”. “Consideram que é um padrão de comportamento aceitável e, por isso, há essa falta de noção da realidade e deixam-se levar exclusivamente pelo suposto êxito que poderiam ter, impulsionados pela adrenalina que sentem”, disse.

Roberth Costa
Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal no ano de 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove de Belo Horizonte e tem como foco a editoria de Cidades.