Home Notícias BH Novo caso de suicídio estudantil é registrado pela UFMG; segundo em uma semana

Novo caso de suicídio estudantil é registrado pela UFMG; segundo em uma semana

Mais um estudante da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) suicidou nesta semana. Desta vez um aluno que fazia o curso de medicina veterinária tirou a própria vida, sendo assim, o segundo caso registrado em uma semana na instituição de ensino.

Pelas redes sociais, amigos lamentam a morte do jovem e alertam para o transtorno de ansiedade o qual muitos enfrentam. Em sua rede social, a Atlética Taurus Veterinária posicionou sobre o assunto: “Lamentamos o ocorrido e nos colocamos à disposição dos familiares para qualquer tipo de auxílio”, escreveram.

“A pessoa que se mata não sente um desejo de morte em si, mas busca sanar dores existenciais por meio de um ato auto-agressivo visto como a única saída”, ponderou ao Bhaz, o psicólogo e psicanalista Eduardo Lucas Andrade, ao falar sobre o assunto ainda no ano passado. “Em muitos casos, essas tendências a tirar a própria vida ganham ares de novidade e descoberta pra novos rumos de vida quando a pessoa passa por uma escuta clínica psicológica. Pessoas de qualquer idade estão sujeitas, os adolescentes em seus embaraços, as crianças nos chamados acidentes e nos adultos com suas perdas a destacar a perda de esperança”, explica.

Em nota, os reitores da UFMG, Sandra Goulart Almeida e Alessandro Moreira lamentaram os suicídios desta semana e prestaram condolências aos familiares e amigos das vítimas. Eles ainda reafirmaram os preceitos da UFMG “previstos em suas políticas de Direitos Humanos e de Assistência Estudantil de se construir, com a participação de toda a comunidade universitária, como uma instituição acolhedora, flexível, inclusiva e solidária”.

Em maio do ano passado, outros três casos envolvendo autoextermínio e tentativas de tirar a própria vida colocaram a UFMG em evidência na web. Uma reportagem produzida pelo Bhaz também tratou do chamado Rolo compressor da UFMGNela, estudantes relataram como é a cobrança e a falta de empatia por parte de alunos e professores da instituição. “Estudar nessa faculdade foram os piores 6 anos da minha vida! Não aguento esse povo que nem ao menos não vivenciou a UFMG dizendo que é mimimi!”, comentou um leitor na ocasião.

Dados alarmantes

No Brasil, são 8 mil casos de suicídio por ano, uma média de 24 casos por dia, de acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS). Somente em Belo Horizonte, em um levantamento feito pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich), foram 137 casos de suicídio em 2013. Contagem contabiliza 23 no mesmo período.

De acordo com a ONG Centro de Valorização da Vida (CVV), que é especializada no atendimento a pessoas com propensão ao suicídio, na faixa etária de 15 a 29 anos, o suicídio é um fenômeno preocupante, sendo a segunda causa de mortes mais recorrentes entre os jovens.

Ajuda

O Centro de Valorização da Vida (CVV) também ajuda com suporte a pessoas que precisem. Você pode entrar em contato pelo número 141 ou pelo site da CVV, o atendimento é feito via chat, email, Skype, 24 horas por dia. Tudo feito sob sigilo.

Comentários

Carregar mais em BH