Home Notícias Política Apoiadores de Lula ocupam triplex que ex-presidente teria recebido como propina

Apoiadores de Lula ocupam triplex que ex-presidente teria recebido como propina

O Movimento do Sem Teto (MTST) e o Povo Sem Medo ocuparam, na manhã desta segunda-feira (16), o triplex em Guarujá, que motivou a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP), a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. De acordo o processo, o imóvel foi dado a Lula pela Construtora OAS.

Além da bandeira do movimento Povo Sem Medo, os manifestantes afixaram no local cartazes com os dizeres: “Se o triplex é do Lula, é nosso. Se não é, porque Lula está preso?”. O ex-presidente está preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba, desde o último dia 7, depois de ter sua prisão decretada pelo juiz da Operação Lava-Jato, Sérgio Moro.

Josué Rocha, do MTST, conta que cerca de 50 manifestantes estão dentro do apartamento que fica na Praia das Astírias. Além deles, outros 100 manifestantes estão em frente ao prédio. A ocupação durou 4 anos e terminou depois de uma negociação com a Polícia Militar.

O imóvel fica à General Monteiro de Barros, 638, Vila Luis Antonio, Guarujá, onde manifestantes com bandeiras gritam palavras de ordem. Desde a prisão de Lula, cerca de 1,3 mil apoiadores do petista se revezam em uma vigília na porta da PF em Curitiba.

Segundo informações da Polícia Militar, os manifestantes quebraram o portão do estacionamento e pularam as grades para conseguir forçar sua entrada no Condomínio Solaris. Como ocorreram danos ao prédio, será registrado um boletim de ocorrência.

Comentários

Carregar mais em Política