Home Variedades BBB provoca polêmica ao defender permanência no reality: ‘brasileira raiz’

BBB provoca polêmica ao defender permanência no reality: ‘brasileira raiz’

A empresária Paula Amorim deu o que falar no BBB. A aparência da belo-horizontina e o jeito sensual foram, ao longo do reality, alguns dos pontos mais comentados sobre ela nas redes sociais. Inclusive, fotos que mostram a morena antes do programa viralizaram por mostrá-la com uma boca menos protuberante – o que sugere que tenha feito algum procedimento estético.

Nesta terça-feira (17), Paula voltou a ser destaque na web. Mas não de forma positiva. Emparedada pelo sírio Kaysar, na última berlinda da atração, ao lado da Família Lima, a empresária justificou a permanência dela na casa mais vigiada do Brasil dizendo ser “brasileira raiz”. Internautas, no entanto, não gostaram nada da defesa e alguns a acusam de xenofobia.

“Bom, Tiago, eu sou brasileira raiz”, começou Paula. “Neta de combatentes da Segunda Guerra, filha de pais que batalham muito, e eu sou atleta, vim pra vencer e pra jogar o game. Quebrei a cara, paguei língua e estou entregue no jogo”, continuou a belo-horizontina.

Depois da justificativa, a empresária recebeu uma enxurrada de críticas. É que não foi a primeira vez que ela usou argumentos semelhantes no reality. Em pelo menos outras três ocasiões, Paula questionou o suposto favoritismo de Kaysar para vencer o programa. Ela disse que um brasileiro é que deve ganhar o prêmio final, além de questionar a postura da população da Síria diante da guerra e do governo ditatorial. Veja algumas das reações nas web:

Em uma conversa com Breno, o eliminado mais recente, Paula disse: “O que não é legal é que ele não é brasileiro. E é o ‘Big Brother Brasil, entendeu? Não é legal, tem que participar do ‘Big Brother’ lá da Síria, ele é de lá”. E voltou a bater na mesma tecla em outro momento. “Tem outra coisa: ele não é brasileiro. Isso pode pesar também na hora do pessoal votar. Pode pesar, não é que vai pesar. Vai vir alguém de fora e vai ganhar o Big Brother aqui Brasil? Porra! Não tem um brasileiro melhor do que alguém de fora para ganhar o programa?”, perguntou.

Na última prova de resistência do reality, em que Ana Clara e Kaysar ficaram por 40 horas, Paula também protagonizou uma conversa considerada problemática. Ela falava com o sírio sobre a guerra no país de origem dele, mas pareceu não considerar as vivências dele por lá.

“Se todo mundo tiver esse seu medo, vocês vão ficar presos o resto da vida. O país não vai andar”, garantiu Paula. “Não. Na Síria, Paulinha, se você abre a sua boca, vai preso 30 anos”, disse Kaysar. E a empresária reafirmou a posição dela: “Aí o governo faz o que quer e deixa a população com medo?”, questionou. “Não é assim, não é assim, Kaysar se defendeu”, argumentou o sírio. Mas a empresária não se deu por vencida: “A população tem que reagir”.

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Comentários

Carregar mais em Variedades