Home Notícias BH ‘Voa, Pedro!’: criador do Bhaz é enterrado sob aplausos em BH

‘Voa, Pedro!’: criador do Bhaz é enterrado sob aplausos em BH

Na manhã deste sábado (5), uma equipe do Bhaz foi incumbida de fazer a cobertura do velório, às 9h, e enterro, às 13h, do nosso chefe, amigo, criador do portal, Pedro Guadalupe.

O cemitério Bosque da Esperança amanheceu ensolarado, uma manhã quente e cheia de perguntas. Centenas de pessoas entre amigos, parceiros comerciais e familiares estiveram presentes para dar o último adeus a Pedro.

Em conversas durante o velório, ficou perceptível que o dono do Bhaz era muito querido. Mais de 40 coroas de flores foram enviadas ao local. Diversos veículos da imprensa mineira, sindicatos, órgãos municipais, universidades, dentre outros, prestaram sua solidariedade.

Os irmãos de Pedro fizeram questão de falar com a reportagem. “Eu conheço você, Pedro, desde que veio ao mundo. A primeira lembrança que tenho, era quando eu tinha quatro anos e me falaram que você ia nascer. Depois disso, lembro do seu nascimento, você recém-nascido em Lagoa da Prata, vermelhinho. Foram 32 anos e te acompanhei durante a vida toda. Voa, Pedro!”, relata Bernardo Guadalupe, irmão mais velho.

Fernando Brandão, o caçula, conta uma lembrança que ficou marcada. “Uma memória que tenho da nossa infância foi quando o Pedro estava formando no maternal. Teve uma apresentação, aí ele foi o único que subiu no palco, foi sozinho mesmo. Ele escolheu fazer um show de mágica, uma paixão da vida toda. Nesse dia ele mostrou como ele tinha coragem para fazer tudo na vida e tentar coisas que as pessoas naturalmente ficariam com medo. Ele foi lá e fez, divertiu todo mundo com o carisma de sempre”.

Fernando também lembrou da maior criação do irmão. “Eu falo que ele tinha quatro filhos, os três sobrinhos que ele me deixou e o Bhaz, que foi seu quarto filho. Fez cinco anos agora a pouco e ele sempre teve muito orgulho. Eu espero que continue, ele gostaria de ver o Bhaz crescendo ainda mais”.

No meio jornalístico, Pedro também fez muitas amizades. Renato Rios Neto, jornalista da Itatiaia era uma delas. “Pedro, você vai fazer falta. Conheci o Pedro através de provocações mútuas, ele tinha aquele jeito único. Ele começou a me cutucar, me mandava uma mensagem inbox aqui e outra ali, e eu respondia, provocava também. A partir daí, começamos a conversar com mais frequência e viramos amigos. Ele me mandava toda semana o número de likes do Bhaz e eu o da Itatiaia, e ele falava que estava chegando e eu respondia que estava de olho. É uma perda para Minas Gerais, para o Brasil, para a comunicação”.

A companheira de todas as horas, Renata Alencar, mulher de Pedro, lembra do sonho do marido. “A história recente do Pedro se confunde com a própria história do Bhaz. Eu gosto de falar que o Bhaz era a ‘menina dos olhos’ do Pedro. De certa forma, apesar de ele ter outros tantos projetos, era no Bhaz que a gente via confluir toda essa inteligência criativa, a energia para boas ideias, para realização. Eu gosto de lembrar do Pedro sempre com esse vigor, entusiasmo, de não se contentar com o que está pronto e querer sempre inventar modas. Eu acho que o Bhaz traz isso tudo pra gente. Eu acho que é uma forma boa de lembrar dele”.

Entre tantas conversas, somente momentos bons com o Pedro foram lembrados. Das mensagens de madrugada que enviava para os amigos e colaboradores do Bhaz, do jeito como entrava na redação e fazia piada com tudo e de sua inteligência fora do comum.

O momento mais marcante deste dia foi, com certeza, o cortejo da sala do velório até o local onde Pedro foi enterrado. As centenas de pessoas caminhavam chorando, ou de cabeça baixa, em um silêncio profundo. Cada um sentiu a perda de uma forma diferente, mas todos sentiram muito.

Sob um sol forte e muitos aplausos, o caixão foi baixando e sendo coberto pela terra às 13h20. Era verdade, Pedro Guadalupe, criador do Bhaz, mágico e tantas outras coisas, se foi. Fica agora o legado e a missão de continuar o sonho do menino de Lagoa da Prata que veio para BH mudar a cidade.

A família perde um pai, marido, irmão e filho. O Bhaz perde seu idealizador e o jornalismo, uma grande mente. Porém, Pedro continuará vivo em tudo o que construiu, sua memória é eterna. Descanse em paz.

 

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Jornalista no Portal BHAZ

Comentários