Home Notícias BH Secretária de vereador foi morta com 5 tiros na cabeça; ex não aceitava fim do relacionamento

Secretária de vereador foi morta com 5 tiros na cabeça; ex não aceitava fim do relacionamento

Por se não conformar com o término do relacionamento, um escrivão da Polícia Civil matou a ex-companheira na Câmara de Vereadores em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira (16). A vítima era secretária do vereador Jerson Braga, o Caxicó (PPS), e foi assassinada com cinco tiros na cabeça.

Ao Bhaz, testemunhas relataram que a mulher havia terminado o relacionamento com o homem, que não aceitava a situação. Ela foi alvejada por volta das 9h quando abria o gabinete do parlamentar.

O policial civil, que estava afastado das funções por problemas psiquiátricos, atirou em seu próprio maxilar após matar a mulher. Ele foi levado de helicóptero para o Hospital João XXIII em BH. O estado de saúde dele ainda é desconhecido.

O homem teria conseguido entrar com a arma de fogo na Casa Legislativa porque o detector de metais do local ainda não está funcionando. O equipamento começou a ser instalado nos últimos dias.

Funcionários da Câmara foram dispensados das atividades e a Polícia Civil realiza a perícia no local. O Bhaz tentou contato com o vereador Caxicó, mas não conseguiu localizá-lo até o fechamento desta matéria.

Comentários