Home Notícias BH BH recebe os olhares do mundo nesta semana; saiba por que

BH recebe os olhares do mundo nesta semana; saiba por que

Na mesma semana em que a Copa do Mundo de futebol, na Rússia, tem seu pontapé inicial, Belo Horizonte também recebe os holofotes de todo o planeta por sediar um campeonato global. A capital mineira é palco, a partir desta quarta-feira (13), de um dos torneios mais importantes de Counter Strike, que distribui 200 mil dólares em premiação e reúne parte da elite do e-sport: a ESL One.

O campeonato, aliás, marca a volta de um torneio de primeiro escalão do game ao Brasil após quase dois anos. Em outubro de 2016, São Paulo sediou, no Ginásio Ibirapuera, a quarta edição da ESL Pro League. Na ocasião, a equipe brasileira da SK Gaming ficou com a segunda colocação ao ser derrotada na final pela norte-americana Cloud9.

Se, daquela vez, os brasileiros da SK chegavam à terra natal como grandes favoritos após a conquista de dois majors consecutivos (considerados o principal campeonato do CS, equivalente a um Grand Slam), agora vêm ao Brasil em busca de redenção em um 2018 conturbado e decepcionante (leia mais abaixo).

Em 2016, São Paulo sediou, no Ginásio Ibirapuera, a quarta edição da ESL Pro League (Divulgação/HLTV.org)

Para os apaixonados pelo Counter Strike:Global Offensive (CS:GO) ou mesmo os saudosistas da primeira versão do game no início da década de 2000, uma má notícia. Os ingressos para a ESL One Belo Horizonte já estão esgotados. Os dois primeiros dias de disputa ocorrem nesta quarta (13) e quinta-feira (14) no Ouro Minas, em evento fechado para o público. Entre sexta-feira e domingo (17), a competição passa a ser disputada no Mineirinho, quando o público poderá ver alguns dos principais jogadores do mundo.

Ingredientes

Mesmo com o início da Copa do Mundo, atrações não faltarão para a ESL One Belo Horizonte. A capital mineira receberá quatro das seis principais equipes do planeta, e nada menos do que cinco dos seis melhores jogadores de CS:GO de 2017 – dos quais três são brasileiros: Marcelo ‘coldzera’ David (eleito pelo segundo ano seguido como o melhor do mundo), Fernando ‘fer’ Alvarenga e Gabriel ‘Fallen’ Toledo.

O trio, inclusive, é o principal ingrediente do campeonato. Integrantes da SK Gaming e responsáveis por liderar o cenário mundial entre 2016 e 2017, os três buscam o apoio da torcida belo-horizontina para conquistar o primeiro triunfo de primeiro escalão neste ano. A série de resultados ruins fez com que o time acabasse com uma estrutura intacta por mais de dois anos. Epitacio ‘TACO’ de Melo saiu da equipe após mais de dois anos.

Marcelo ‘coldzera’ foi eleito o melhor do mundo pelo segundo ano consecutivo (Divulgação/HLTV.org)

Para seu lugar, Fallen e companhia decidiram contratar, pela primeira no CS:GO, um jogador estrangeiro. O norte-americano Jake ‘Stewie’ Yip saiu da Cloud9 (aquela mesma que derrotou a SK no Ibirapuera em 2016) em março deste ano para se juntar à equipe brasileira mais vitoriosa do game. Desde então, o time (que conta ainda com o Ricardo ‘boltz’ Prass) sofre para se adaptar a uma nova estrutura de jogo e, principalmente, a uma mudança profunda: a comunicação realizada completamente em inglês.

Além do apoio da torcida, a SK vem animada ao Brasil após conquistar um campeonato na última semana, em Portugal. Os brasileiros conquistaram o troféu no último domingo de um torneio de menor escalão, que distribuiu 50 mil dólares em premiação.

Gabriel Toledo está entre os melhores jogadores de CS:GO de 2017 (Divulgação/HLTV.org)

Bad boys

O Brasil não estará representado apenas pela SK. BH também recebe a equipe Não Tem Como, que estreia em uma competição de primeiro porte cercada de expectativa. O time tem provavelmente o jogador mais controverso do CS:GO, Vito ‘kNg’ Giuseppe, e Lincoln ‘fnx’ Lau, que, além de ser conhecido como o “Adriano dos e-sports” pela sua agitada vida social, é o único brasileiro vencedor de campeonatos de elite na versão 1.6 (ainda com o mítico time mibr) e na atual, com a SK.

Giuseppe teve uma aparição meteórica no cenário mundial ao ser vice-campeão de um major (com a Immortals) e, em seguida, ser expulso da equipe após se atrasar para a final de um campeonato e se envolver em polêmicas pelas redes sociais. No início deste ano, novo problema, desta vez com visto, fez com kNg fosse impedido de disputar um major nos Estados Unidos. O time, que ainda conta com o ex-SK João ‘felps’ Vasconcellos, tem dura prova e precisará sobreviver a um grupo com duas das cinco principais equipes do mundo para ir aos playoffs.

Xodó

Além das duas equipes brasileiras, ainda há um estimado ingrediente brasileiro: TACO, que entrou para a equipe norte-americana Liquid após sair da SK. O time está no mesmo grupo da Não Tem Como e ainda tem entre seus integrantes o brasileiro Wilton ‘zews’ Prado, coach da agremiação; e Jonathan ‘EliGE’ Jablonowski, que é dos EUA, mas fala algumas palavras em português e é querido no Brasil.

TACO, que nasceu em Recife (PE) e morou em João Pessoa (PB), é um dos principais xodós da torcida brasileira. Sempre simpático e bem-humorado nas redes sociais, Taquinho (como é carinhosamente chamado) foi muito atacado na internet quando ainda jogava pela SK e viu seu novo time emendar uma bela sequência desde sua entrada: a equipe foi vice-campeã em dois torneios importantes nos últimos dias (ECS 5 Finals e ESL Pro League 7).

O recifense Taco é um dos xodós da torcida (Divulgação/HLTV.org)

Como acompanhar

A primeira fase será disputada no formato GSL (sigla recebida após ser usada em outro game: Global StarCraft League). As oito equipes estão divididas em dois grupos e os jogos serão realizados em melhor de 3 mapas. Os times vencedores de cada grupo se enfrentam para ver que garante a vaga nas semifinais. Os perdedores também duelam para pegar o derrotado e disputar a outra vaga das semis – a partir destes jogos, a ESL One vai pro Mineirinho.

A primeira partida da SK começou no fim desta manhã contra o time turco Space Soldiers. Já a Não Tem Como pega, às 14h40, a quarta melhor ranqueada equipe do mundo, mousesports.

O principal site de CS:GO do mundo é o hltv.org. Por lá, é possível acompanhar as transmissões ao vivo dos jogos, informações em tempo real sobre resultados, horários etc. Aqui tem um guia sobre o campeonato e aqui uma análise profunda sobre o que esperar da disputa. Ah, tudo em inglês.

Comentários