Home Notícias BH Professores da Educação Infantil decidem nesta quinta se aceitam proposta da PBH

Professores da Educação Infantil decidem nesta quinta se aceitam proposta da PBH

Professores da rede municipal de Educação Infantil fazem assembleia nesta quinta-feira (14) na porta da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para decidir se aceitam a proposta apresentada pelo prefeito Alexandre Kalil (PHS) para pôr fim à paralisação que dura cerca de 50 dias.

Ontem, Kalil, secretários e representantes dos professores se reuniram por mais de uma hora a portas fechadas. A categoria suspendeu o greve nesta quarta-feira já que a PBH condicionou a retomada das negociações ao fim da paralisação.

A proposta da prefeitura é ampliar os níveis da carreira para 22 patamares. Imediatamente, quem tem curso superior e não teve progressão por escolaridade, poderia avançar até quatro níveis e ter aumento de 21,55%. Uma próxima etapa, ainda neste ano, criaria outros três níveis.

Prefeitura de Belo Horizonte apresentou, na tarde desta quarta-feira (13), uma nova proposta para representantes dos professores das Unidades de Educação Infantil (Umeis). A categoria, que entrou em greve há quase dois meses, decidiu suspender a paralisação para se reunir com representantes do Executivo municipal.

A reunião foi a portas fechadas. Secretários municipais e professores da educação infantil conversaram por uma hora e meia. A proposta da prefeitura é ampliar os níveis da carreira para 22 patamares. Imediatamente, quem tem curso superior e não teve progressão por escolaridade, poderia avançar até quatro níveis e ter aumento de 21,55%. Uma próxima etapa, ainda neste ano, criaria outros três níveis.

Além disso, a prefeitura aceitou não fazer corte no salário dos professores caso a greve seja suspensa e o calendário de reposição apresentado até o dia 22 deste mês.

Os professores da rede infantil exigem equiparação da carreira com a dos profissionais do ensino fundamental. Segundo o Sind-Rede-BH, um educador iniciante recebe R$ 1,4 mil, por 22 horas e meia semanais. Já no ensino fundamental, o salário é de aproximadamente R$ 2,2 mil.

Comentários