Home Notícias Brasil Universitária morre após ser confundida com bandidos e levar tiro de PM

Universitária morre após ser confundida com bandidos e levar tiro de PM

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública do Ceará vai investigar a conduta de policiais que atenderam uma ocorrência que terminou em morte. O carro em que uma universitária de 42 anos estava foi confundido com um roubado por criminosos. Giselle Távora Araújo foi perseguida e baleada nas costas por um policial militar. Tudo ocorreu na última segunda-feira (11). Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu nessa terça (12).

De acordo com a Polícia Militar (PM), a estudante estava junto com a filha em um HB20 branco, o mesmo modelo de um veículo que havia sido roubado ainda naquela noite. Os militares contaram ter sinalizado para que o carro parasse, mas a mulher dirigiu pela contramão e ultrapassou um sinal vermelho, o que os levou a entender que ela era foragida.

Durante a perseguição, um dos policiais teria atirado com o objetivo de furar o pneu do carro. No entanto, a bala acabou atingindo as costas dela. Giselle chegou a ser levada pelo Samu para um hospital, mas não resistiu. Ela era estudante de Administração na Universidade de Fortaleza.

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Comentários