Home Notícias Minas Gerais Polícia prende suspeitos de incendiar ônibus em Minas Gerais

Polícia prende suspeitos de incendiar ônibus em Minas Gerais

A Polícia Civil cumpriu 11 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão durante a operação Echelon, realizada nesta quinta-feira (14), para desarticular organizações criminosas envolvidas nas recentes queimas de ônibus em Minas Gerais. Diversos integrantes de organizações criminosas que têm ligação direta com os episódios foram presos.

A Echelon foi realizada com o auxílio da Polícia Civil de São Paulo. As ações ocorreram nas cidades de Poços de Caldas, Pouso Alegre, Guaxupé, Extrema, Divinópolis, Passos, Itaú de Minas, Alfenas, Sacramento, Caxambu e Fortaleza de Minas.

“Atuamos conjuntamente em uma importante operação para cumprimento de diversos mandados em nosso Estado. As organizações criminosas não têm fronteiras e podem ficar cientes de que as polícias têm trabalhado juntas e darão as prontas-respostas que a população merece”, afirmou o Chefe de Departamento em Poços de Caldas, delegado Bráulio Stivanin Júnior.

Todos os mandados de busca e apreensão, além dos de prisão, foram cumpridos. Foram apreendidas drogas, computadores, celulares e  documentos, entre outros objetos para a continuidade das investigações.

Dos oito mandados de prisão, seis foram cumpridos no Sistema Prisional de Minas Gerais, decorrente do avanço legislativo implementado pela Lei de Organizações Criminosas, sancionada em 2013, que definiu o conceito de Organização Criminosa e criou uma punição específica para os seus integrantes.

“Esta nova lei possibilitou a responsabilização de pessoas presas que comandavam crimes do interior de Unidades Prisionais, podendo aumentar as penas inicialmente imputadas a esses indivíduos, de modo que tais condutas não permaneçam mais impunes”, disse o Delegado Regional em Poços de Caldas, Gustavo Manzoli.

Da redação Bhaz com PCMG.

Comentários