Home Notícias BH Professores da Educação Infantil aceitam proposta da PBH e suspendem greve

Professores da Educação Infantil aceitam proposta da PBH e suspendem greve

Os professores da Educação Infantil de BH aceitaram a proposta da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e decidiram encerrar a greve que se estendia por mais de 50 dias na capital. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (14) após assembleia realizada pelos servidores na porta da PBH, no Centro da capital.

A greve foi suspensa após reunião com o prefeito Alexandre Kalil (PHS) nessa quarta-feira (13). A categoria considera que a nova proposta da PBH é positiva e vai ao encontro das reivindicação dos profissionais.

De acordo com a prefeitura, a nova proposta trata da redução da diferença entre o salário das carreiras do Professor para a Educação Infantil e do Professor Municipal, até o final desta gestão. A diferença, que atualmente é de 55,13%, passará a ser de apenas 10,25%, até 2020.

Além disso, haverá o encaminhamento, imediato, à Câmara Municipal, do artigo ao Projeto de Lei 442 que irá conferir progressão aos professores da Educação Infantil que possuem curso superior em Pedagogia, Normal Superior ou Magistério acrescido de qualquer outro curso superior, nas seguintes formas:

– Em estágio probatório: ascensão de quatro níveis imediatos (21,55% de aumento);

– Após estágio probatório, para aqueles que já utilizaram o título de graduação no ingresso ou para progressão por escolaridade: ascensão de dois níveis imediatos (10,25% de aumento).

Com o fim da greve, os professores terão de voltar, imediatamente, às escolas e apresentar uma proposta de reposição do calendário escolar até o dia 22 de junho. A prefeitura condicionou o acordo ao cumprimento dos 200 dias letivos no ano de 2018.  A PBH vai restituir os dias de greve, relativos aos meses de abril e maio, em folha complementar a ser paga no início do mês de julho.

Comentários

Rafael D'Oliveira

Jornalista e redator do portal Bhaz

Carregar mais em BH