Xapuri na língua tupi guarani significa lugar tranquilo, lugar onde o rio se acalma. Com certeza, esse significado se traduz no ambiente nostálgico e repleto de elementos mineiros do restaurante Xapuri localizado na região da Pampulha. Fica claro o porquê de o restaurante ser eleito pelos leitores do Bhaz como o Melhor Restaurante Brasileiro, pelo 2º Prêmio Melhores de BH.

(Foto/Henrique Coelho)

Mesas com bancos de madeira, teto de palha, variadas plantas, barulho de pássaros e o tradicional fogão a lenha, compõem o que é o Xapuri hoje. Mas isso tudo não é por acaso. Segundo o proprietário e dono Flávio Figueiredo, a ideia é continuar com as características próprias dos primórdios do local. “A cozinha que originou o Xapuri de hoje, foi a cozinha dos fundos de quintal da casa da minha mãe (…) que começou atendendo os funcionários que trabalhavam na construção da casa dela e depois passou a ser frequentada por amigos todos os finais de semana. Após isso, meu pai pensou que poderia criar um restaurante”, relembra.

(Foto/Henrique Leite)

Ainda em meio a lembranças, Flávio conta que no começo, o nome do restaurante era Atrás da Moita – o nome mudou, após o acidente com Chico Mendes na cidade de Xapuri, que rendeu uma grande visibilidade para o local. “Meu pai e minha mãe estavam arrumando a porteira no dia da inauguração. Nesse dia, parou um rapaz para pedir informação. Aproveitando a oportunidade, o convidaram para comer no restaurante e ser o primeiro cliente”. Saudoso e orgulhoso, Flávio conta que um dia depois, descobriram que o rapaz era um jornalista, que acabou escrevendo a primeira reportagem sobre o local.

Flávio e a primeira reportagem sobre restaurante, ainda com o nome Atrás da Moita. (Foto/Henrique Leite)

Gastronomia

(Foto/Henrique Coelho)

A identidade mineira fica mais evidente quando o assunto é o seu cardápio. Dentre os principais pratos e bebidas da casa, estão o pastel de angu com carne-seca, o bolinho de mandioca com mussarela, o Frango Preguento do Bento, Costelinha da Sinhá pratos clássicos que não podem sair do cardápio. “Não podemos criar mais pratos e aumentar o cardápio que já é extenso. O que me dá condição de realizar coisas novas, é o Prato da Boa Lembrança que faz parte da Associação da Boa Lembrança, da qual fazemos parte. Esse ano, o Xapuri está com o picadinho da Avó Felícia, que é uma lembrança da minha memória afetiva da comidinha de vó”.

(Foto/Henrique Coelho)

Para quem é apreciador de cachaça, não há melhor escolha que a sequência de três meias-doses da mítica Anísio Santiago, da Encantos da Marquesa Ouro e da Áurea Custódio 5 anos. Além disso, é obrigatório se deliciar com as delícias da sobremesa mineira como o doce de leite mole, a ambrosia e o pudim de leite condensado, ficam dispostas num bufê self-service com mais de trinta opções. Ah, e um detalhe: bolo de fubá e o cafezinho fresco são por conta da casa!

(Foto/Henrique Coelho)

Diferencial

Um dos grandes diferenciais do Xapuri é que tudo é feito de maneira individual para o cliente. “Nós somos um restaurante muito grande, mas que servimos à la carte. O frango por exemplo, é servido na panela que ele é feito”, conta Flávio. Além disso, Flávio diz que o restaurante trabalha com a tradição, mas alia ao que tem de moderno e atual. “Estou sempre em pesquisa, viajando Minas Gerais, para trazer para os nossos clientes o que a gente tem de melhor e de mais moderno. Porque muitas das vezes, o moderno é feito da forma tradicional certo? A nossa sofisticação está na simplicidade”.

(Foto/Henrique Coelho)

2º Prêmio Melhores de BH

Promovido pelo Bhaz, o 2º Prêmio Melhores de BH elegeu os melhores estabelecimentos em 16 categorias. No início, 24 personalidades de Belo Horizonte fizeram indicações de estabelecimentos e lugares que consideravam os melhores na capital. Em seguida, os cinco mais indicados de cada categoria foram para voto do público. Durante dois meses, o público votou e, na categoria de Melhor Restaurante Brasileiro, o Xapuri foi o vencedor.

(Foto/Henrique Coelho)

Marcella Oliveira

Publicitária e redatora do portal BHaz. [email protected]

Comentários